Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Djokovic pede permissão ao governo americano para jogar Indian Wells e Miami

Decisão do governo americano sai nos próximos dias

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Novak Djokovic, número 1 do mundo, pediu permissão para entrar nos Estados Unidos para jogar em Indian Wells e Miami, torneios realizados em março. Quem passou a informação doi seu irmão Djordje.

O sérvio, que não se vacinou, entregou a documentação necessária para jogar nos torneios Masters 1000 em Indian Wells e Miami, segundo disse Djordje à agência de notícias sérvia Tanjug.

Por não estar vacinado contra a Covid-19, Djokovic – pentacampeão de Indian Wells – não pode entrar nos Estados Unidos no momento. Os EUA planejam suspender suas restrições de viagem em maio.

“Infelizmente, é algo que está fora de nossas mãos”, disse o mais novo dos três irmãos Djokovic a Tanjug. “Novak precisa de uma permissão especial para entrar, considerando que os EUA ainda não permitem a entrada de estrangeiros não vacinados no país, o que é inacreditável, visto que temos visto grandes manifestações esportivas com atletas não vacinados em todo o mundo.”

Publicidade

Durante o Aberto da Austrália, o diretor do torneio de Indian Wells, Tommy Haas, disse aos repórteres que esperava que Djokovic jogasse.

“Seria bom ver se pudessemos suspender essas (restrições) um pouco antes e trazê-lo para jogar contra Indian Wells e Miami. Acho que ele quer jogar, então devemos dar a ele a chance. Espero que possamos tê-lo lá. Quero dizer, seria uma vergonha a meus olhos se ele não viesse a esses eventos, ou não tivesse permissão para vir."

Publicidade

Pelas palavras de Djordje, Novak e sua equipe entregaram um pedido para que Djokovic seja autorizado a entrar no país.

“Faltam alguns dias até a decisão, esperamos um resultado positivo”, acrescentou Djordje Djokovic.

Publicidade

Após sua vitória no Aberto da Austrália, Djokovic descansou dez dias antes de vir para Belgrado para começar a treinar novamente.

Resta saber se o número 1 do mundo jogará em Dubai a partir de 27 de fevereiro, considerando que ele lutou contra uma lesão na perna durante sua campanha no Aberto da Austrália.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.