Lance Djokovic embarca entusiasmado para Tóquio, mas prevê vida difícil

Djokovic embarca entusiasmado para Tóquio, mas prevê vida difícil

Número 1 vai pelo Ouro inédito em Olimpíada

Lance
Lance

Lance

Lance

Número 1 do mundo, Novak Djokovic embarcou nesta terça-feira para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, onde tentará Ouro inédito e seguirá na busca pelo Golden Slam (vencer os quatro Majors e o Ouro Olímpco).

Ao chegar ao aeroporto de Belgrado, Novak foi recebido pelos líderes do Comitê Olímpico da Sérvia, o presidente Bozidar Maljkovic, o secretário-geral Djordje Visacki e o vice-presidente Zarko Zecevic. Ele concedeu uma entrevista coletiva lá mesmo no aeroporto. Será sua quarta olimpíada onde foi Bronze em Pequim em 2008, ficou em quarto em 2012 e caiu na estreia em 2016.

"Não passei muito tempo na Sérvia nos últimos meses, por isso esta é a melhor forma de viajar para os Jogos. Vou pela medalha mais alta, vou pelo ouro, não é segredo. A programação é tensa durante toda a temporada, mas me preparei muito bem nos meses que antecederam os Jogos Olímpicos. Ganhei muitas lutas, o que sempre inspira autoconfiança adicional, uma nova dose de energia e entusiasmo".

Como sempre, Novak afirma com orgulho que é uma honra e um privilégio jogar pelo seu país.

"Esses são os momentos mais bonitos que um atleta pode vivenciar. Faço parte de um esporte individual e raramente posso participar de uma competição coletiva. Em nosso país é a Copa Davis e a ATP Cup. Tive a sorte de vencer as duas competições pela Sérvia. Tenho vontade da medalha de ouro olímpica."

Por ter participado dos Jogos Olímpicos três vezes, ele tem consciência da sensação de fazer parte da seleção sérvia, tanto nos Jogos quanto na própria Vila Olímpica.

"Os Jogos Olímpicos são o maior festival de esportes. Aquela sensação que você experimenta nos Jogos Olímpicos, você não experimenta em nenhum outro lugar. Você é um representante do seu país, você compete com os melhores atletas do mundo. Os Jogos Olímpicos são diferentes de todas as outras competições porque você está na Vila Olímpica com todos os atletas de diferentes modalidades esportivas e de todos os países do mundo. A sensação de que estamos todos juntos me deu um impulso extra."

Um grande número de tenistas, metade dos top 50, cancelou a participação, mas Novak destaca que o caminho para as finais não será fácil: "Embora haja saída de jogadores de ponta, há muitos deles lá. Em primeiro lugar, gostaria de destacar Tsitsipas, Medvedev e Zverev. Os três adversários mais difíceis, é um torneio longo e tudo pode acontecer. As finais são disputadas em três sets, é claro que você tem que chegar às finais. Participar dos Jogos Olímpicos traz consigo muita pressão, expectativas e emoções diferentes de outros torneios. Já experimentei isso no passado, então tentarei assistir o torneio olímpico como os outros torneios, para estar focado no meu objetivo".

Últimas