Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Djokovic confirma volta ao Nº 1 do mundo. Nadal sai do top 100

Sérvio acumula 388ª semana no topo. Nadal deixou o top 100 após duas décadas

Lance

Lance|Do R7


Lance
Novak Djokovic / Crédito: FFT

Novak Djokovic reassumiu, nesta segunda-feira, a liderança do ranking mundial da Associação dos Tenistas Profissionais, a ATP, após curto reinado do espanhol Carlos Alcaraz, de apenas três semanas.

Nole foi aos 7595 pontos com os 2000 somados pelo tricampeonato de Roland Garros enquanto que o espanhol somou 720 (menos 360 do ano anterior) pela semifinal e ficou com 7175. Djokovic iniciou sua 388ª semana na liderança onde é o recordista absoluto, mas a briga promete ser boa na grama. Alcaraz está marcado para jogar o ATP 500 de Queen´s, em Londres, na próxima semana, onde poderia reassumir a ponta com o título e Wimbledon, que começa dia 3 de julho, será de soma para todo mundo por conta da não pontuação de 2022.

O russo Daniil Medvedev, eliminado por Thiago Wild na estreia em Roland Garros, caiu para 6100 pontos, perdendo ao todo 230 e desceu ao terceiro lugar.

A outra alteração no top 10 foi a chegada do russo Karen Khachanov ao décimo posto após as quartas em Paris. Jannik Sinner se manteve em nono, atrás de Taylor Fritz, Andrey Rublev, Holger Rune, Stefanos Tsitsipas. Em quarto está Casper Ruud.

Publicidade

Entre subidas notáveis, o peruano Juan Varillas, que fez oitavas, saltou 33 posições ao 61º lugar, Tomas Etcheverry, da Argentina, subiu 17 ao 32º.

Rafael Nadal despencou e deixou o top 100 pela primeira vez em pouco mais de 20 anos.

Publicidade

O espanhol perdeu 2000 pontos referentes ao título de Roland Garros no ano passado e ficou com apenas 445 pontos na tabela na 136ª colocação, atrás do brasileiro Thiago Wild que é o 130º colocado.

A última vez do espanhol fora do top 100 foi em abril de 2003. Ele entrou na tabela em 2001 e soma 209 semanas como número 1, a sexta maior marca. Lesionado no quadril, Rafa ficará de fora até pelo menos o fim do ano. Sua saída do ranking está prevista para o começo de novembro quando descarta os últimos pontos no ATP World Finals.

Publicidade

Ele precisará de convites ou usar o ranking protegido para entrar nos torneios no ano que vem quando fará sua despedida.

Outros notáveis deixaram o top 100 como o americano John Isner que foi top 10 e hoje é o 101º, Diego Schwartzman que caiu onze e é o 106º

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.