Djokovic busca criar gordura no ranking

Sérvio lutará para manter o número 1 em Roland Garros

Lance
Lance

Lance

Lance

Novak Djokovic somou sua 322ª semana no topo do ranking da ATP se mantendo estável na pontuação e vai tentar aderir mais esta semana na disputa do torneio 250 de Belgrado, na Sérvia, em sua casa.

Com 11063 pontos, Djokovic poderá somar no máximo 160 (250 menos 90 do 19º resultado, exatamente uma semi em Belgrado no mês anterior). A soma pode ser importante na luta pelo número 1 em Roland Garros. Ele defenderá 1200 da final e caso vá mal e Daniil Medvedev consiga acabar com a sina de nunca ter vencido uma partida em Paris e avance bem no Slam francês, pode tomar a ponta de Nole. Caso vença Belgrado, por exemplo, Djokovic ficaria com 11223 pontos. Com 9793, Medvedev só passaria com título no Aberto da França (sem depender do desempenho de Djokovic) ou no mínimo quartas de final com Djokovic podendo vencer apenas apenas duas partidas.

Caso Djokovic não some pontos em Belgrado, o russo poderia alcançar o topo como uma terceira rodada na França em caso de queda na estreia de Nole.

Rafael Nadal não terá chances de passar o sérvio uma vez que defende o troféu na França e só poderá repetir os atuais 9630.

Stefanos Tsitsipas somou 45 pontos do troféu em Lyon e foi a 7500 aumentando um pouquinho a vantagem para Alexander Zverev que perdeu 125 pontos e ficou com 6990. Roger Federer se manteve inalterado em oitavo.

Casper Ruud, campeão em Genebra, voltou ao melhor ranking com o 16º lugar subindo cinco postos esta semana.

Brasileiros

Thiago Monteiro perdeu posição para o italiano Lorenzo Museitti que subiu 12 e foi ao 76º. O brasileiro caiu para o 79º. Thiago Wild subiu um e é o 121º. João Menezes se sustentou no 210º.

Últimas