Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Djokovic admite pressão para chegar ao 23º Grand Slam

Sérvio tem chance de bater recorde de Rafael Nadal

Lance|

Lance
Lance Lance

O sérvio Novak Djokovic está na grande final de Roland Garros, a sétima de sua carreira, onde buscará seu 23º título do Grand Slam para se tornar o maior vencedor de torneios neste nível do tênis masculino.

Leia Mais:

Zverev apostaria seu dinheiro em Ruud na final

Djokovic começou comentando a fala dada a Alex Coretja ainda em quadra sobre ter conversado com Alcaraz na rede ao fim da partida: “Eu disse a ele que ele tem muito tempo e que tenho certeza que ele vai ganhar Roland Garros várias vezes no futuro. Não duvido. Ele é um jogador incrível e um jogador muito completo. Ele já ganhou um Grand Slam e é o número 1 mais jovem da história. Há muito o que se animar para ele, para o futuro", respondeu o sérvio.

Continua após a publicidade

Djokovic ainda ressaltou que respeita muito a postura de Alcaraz de permanecer na partida mesmo com dificuldades físicas: "Foi uma pena para a torcida e para a partida pela importância de nós dois, mas o esporte é isso. Isso acontece quando você joga em intensidade extremamente alta, como fizemos nos dois primeiros sets. Foi uma partida muito exigente fisicamente para nós dois e cãibras ou o que quer que eu estivesse lutando pode acontecer. Desejo-lhe uma rápida recuperação e tenho certeza que ele voltará forte."

Djokovic também comentou o fato de parte da situação de Alcaraz ser causada pelo nervosismo, nas palavras do próprio espanhol, e destacou: "Isso faz parte da curva de aprendizado e faz parte da experiência. Ele tem apenas 20 anos". Djokovic ainda destacou que Alcaraz tem enfrentado o circuito com muita maturidade e possui uma forte equipe técnica.

Continua após a publicidade

Perguntado sobre como recebeu as vaias, foi direto: "Não me importa. Não é a primeira vez e provavelmente não é a última. Vou continuar ganhando".

O sérvio também foi questionado sobre a grande final, e, sem conhecer que enfrentaria, Casper Ruud declarou que estaria pronto para enfrentar "um grande jogador", fosse quem fosse.

Por fim, Nole foi perguntado se a pressão por vencer seu 23º Grand Slam: "A pressão está sempre nos meus ombros, então não vai ser diferente. Mas faz parte do meu esporte, da minha vida e de tudo que faço", disse ele ao afirmar que a final será uma grande partida. "A única coisa que posso dizer agora é que estou muito focado. A história é algo que sempre paira sobre mim, mas estou muito feliz por estar nesta posição de escrever a história deste esporte, mas só penso em vencer o próximo jogo.”

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.