Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Diretor do Atlético-MG aposta em 'continuidade' para se dar bem na fase de grupos da Libertadores

No pote 4, Galo provavelmente terá um caminho mais difícil, quando comparado às outras equipes brasileiras 

Lance|

Lance
Lance Lance

O Atlético-MG conhecerá, nesta segunda-feira, 27 de março, seus adversários na fase de grupos da Libertadores. Oriundo das fases preliminares, o Galo está no pote 4 da competição, e possivelmente, terá um caminho mais difícil, quando comparado às outras equipes brasileiras.

No entanto, justamente por ter participado de etapas anteriores, o Galo, na visão do diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano, carrega uma vantagem. Os duelos na fase de grupos acontecem a partir do dia 15 de abril.

+ Novidade no ar! Acompanhe as últimas negociações do Galo no mercado da bola

- É atípico porque no Pote 4 não tem muita escolha. Certamente, nosso caminho será difícil na fase de grupos. Por outro lado, tenho dito que já começamos a Libertadores e estamos num processo de continuidade, enquanto muitos ainda vão iniciar. Já temos esse espírito. O jogadores, a comissão técnica e o Chacho (Coudet). É o olhar pelo lado positivo, mas é óbvio que o Pote 4 nos reserva um caminho mais difícil - disse, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Publicidade

Inclusive, por sair do pote 4, o Atlético-MG fará as duas partidas da chave em Belo Horizonte. Rodrigo Caetano ressaltou a importância de um início positivo, em busca da classificação, e relembrou também que o Galo terá o calendário cheio no mês de abril.

- O mundo ideal é que a gente já comece bem. Temos também as finais do Campeonato Mineiro e buscamos esse tetracampeonato. Depois já temos Copa do Brasil e início do Brasileiro. Obviamente nos reserva uma responsabilidade de iniciar bem para não ter que decidir fora de casa. O mais importante é a gente ser forte dentro de casa. Se fizermos o resultado em casa, com o apoio da Massa, temos muitas chances de classificação porque vamos fazer pontos fora de casa - projetou.

Publicidade

Confira os potes da Libertadores:

Pote 1: Flamengo (no Grupo A), River Plate (Argentina), Palmeiras, Boca Juniors (Argentina), Nacional (Uruguai), Athlético-PR, Independiente Del Valle (Equador), Olímpia (Paraguai).

Publicidade

Pote 2: Libertad (Paraguai), Atlético Nacional (Colômbia), Internacional, Barcelona de Guayaquil (Equador), Racing (Argentina), Corinthians, Colo-Colo (Chile) e Fluminense.

Pote 3: Bolívar (Bolívia), The Strongest (Bolívia), Melgar (Peru), Alianza Lima (Peru), Argentinos Juniors (Argentina), Metropolitanos (Venezuela), Aucas (Equador) e Monagas (Venezuela).

Pote 4: Atlético-MG, Cerro Porteño (Paraguai), Independiente Medellín (COL), Sporting Cristal (Peru), Liverpool (Uruguai), Deportivo Pereira (Colombia), Ñublense (Chile), Patronato (Argentina).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.