Dimitri fala sobre adaptação à rotina de treinamentos na pandemia

Jogador esteve no grupo de transição para a equipe profissional no início de 2020 que disputou o Baianão sob o comando de Dado Cavalcanti

Lance

Lance

Lance

O meia Dimitri vive um momento de adaptação na carreira, assim como muitos outros atletas pelo mundo. Por conta da pandemia, o jogador tem tido que treinar dentro da casa para manter a forma física.

Pensando nessa nova realidade, o jovem de apenas 20 anos falou sobre como tem sido esse período.

- Minha rotina de treinamento tem sido muito boa e intensa. Mesmo não tendo a estrutura que o clube oferece, tento me virar em casa para fazer o mais próximo possível do que fazíamos lá. Estamos seguindo uma planilha de treinamento que a comissão técnica nos manda. Também temos o acompanhamento deles mesmo à distância. A ansiedade está muito grande para voltar, mas tento me manter tranquilo perante a tudo isso. Espero que as coisas aconteçam no momento certo - disse.

Formado na base do Bahia, o atleta acumula diversos títulos em sua trajetória. Dentre eles estão a Copa Gazetinha Sub-14, Copa 2 de Julho e a Copa Metropolitana Sub-15, além do Bicampeonato estadual Sub-20 em 2018 e 2019. O promissor atleta também acumula algumas convocações pela Seleção Brasileira de base. Este ano, o atleta fez parte do grupo de transição para a equipe profissional.

- Infelizmente aconteceu o que ninguém esperava, e isso fez com que o futebol parasse. Eu estava treinando duro dia após dia e via o meu sonho cada vez mais perto de se realizar. Mas não vejo isso como um motivo de desânimo ou de deixar de sonhar, sigo focado no meu objetivo - contou o jogador.

O Bahia aguarda autorização da prefeitura para a autorização do retorno das atividades esportivas no CT. A Federação Baiana de Futebol também não tem uma previsão de retorno das competições.