Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Demitido do Fluminense, Diniz comenta saída da Seleção: 'Fiquei triste'

Treinador assumiu interinamente o Brasil em 2023 e deixou o cargo após seis partidas

Lance

Lance|Do R7


Imagem da notícia

Fernando Diniz, demitido do Fluminense na segunda-feira (24), se pronunciou sobre sua saída da Seleção Brasileira, em janeiro deste ano. Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (26), o técnico afirmou que não esperava a decisão da CBF.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

- Fiquei triste, não esperava (a saída). Era um trabalho difícil de renovação. Fui julgado por seis jogos. Mas tinha muita confiança. Teve momentos de resultados ruins, mas sabia que ia trazer frutos bons, é uma convicção e era compartilhada internamente. A chance de dar certo era inexorável. A Seleção sempre morou em mim. Se um dia tiver que voltar, vai ser natural. Não foi obsessão, nunca tive plano de carreira. Se um dia for para estar lá, vai acontecer - afirmou Diniz.

A passagem de Fernando Diniz pela Seleção durou apenas seis partidas, mas foi o suficiente para altos e baixos. Na primeira Data Fifa do treinador, a empolgação tomou conta após estreia com goleada por 5 a 1 sobre a Bolívia, seguida de vitória por 1 a 0 sobre o Peru fora de casa.

No entanto, os próximos compromissos não foram tão felizes para o então treinador do Fluminense e do Brasil. Empate com a Venezuela por 1 a 1 na Arena Pantanal e o revés diante do Uruguai por 2 a 0 levantaram muitas desconfianças sobre o trabalho de Diniz. A pá de cal veio com as derrotas para Colômbia, em Barranquilla, por 2 a 1, e Argentina, por 1 a 0, no Maracanã.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.