Lance Danilo, sobre Brasil x Argentina: 'Todo mundo sabe que os quatro atletas jogavam na Inglaterra'

Danilo, sobre Brasil x Argentina: 'Todo mundo sabe que os quatro atletas jogavam na Inglaterra'

Lateral-direito admite frustração com suspensão da partida da Seleção no último domingo, mas diz que jogadores não tinham como interferir na situação na Neo Química Arena

Lance
Lance

Lance

Lance

Por mais que a Seleção Brasileira já volte suas atenções para o confronto com o Peru, nesta quinta-feira, pela décima rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo, o imbróglio sobre o confronto com a Argentina continua em evidência. Designado para conceder entrevista coletiva nesta terça-feira, o lateral-direito Danilo falou sobre a suspensão da partida na Neo Química Arena aos cinco minutos.

- Todo mundo sabe que aqueles quatro jogadores atuam na Inglaterra, todo mundo sabe da proibição que tem nesse acordo entre Brasil e Reino Unido. Isso não é segredo para ninguém, isso está claro, isso é o que tínhamos acesso - e pontuou:

- A partir daí, ação dos órgãos responsáveis não tínhamos acesso, não estávamos preocupado, não interferia no nosso trabalho, tanto que a gente não quis saber. Tanto que em nenhum momento tivemos o sentimento de que o jogo não aconteceria, em nenhum momento passou pela nossa cabeça. Sempre tivemos convicção de que teríamos de estar focados. Sobre minha opinião pessoal é indiferente. O departamento jurídico da CBF, a Fifa, todos os órgãos responsáveis têm as provas para tomarem a melhor decisão, minha opinião não cabe. Cabe cumprir a lei, tudo o que estiver lá no papel registrado, observando provas e o que estiver nos indícios - completou.

O lateral contou como foi passar pela mudança de rota em torno do confronto.

- Foi uma situação inusitada, incomum, mas gente procurou passar da maneira mais descontraída possível, pois não tínhamos controle nenhum sobre aquilo. Estávamos disponíveis para a partida com uma motivação elevada, bem concentrado. Procuramos ficar tranquilos - e falou sobre a confirmação de que a partida não aconteceria:

- Depois veio o treino, no qual descontraímos, brincamos, procurei me destacar bastante para ter um benefício e ficar mais relaxado. Em torno de nós estava uma carga emocional de decisões que não cabia a nós - complementou.

O jogador da Juventus agora exige uma mudança de foco.

- Tem que passar a página. Pensar no treino de hoje, na preparação para o jogo com o Peru. Vamos olhar para passo adiante. Nada antes, nada depois. Foram muitos Brasil e Peru e apesar da gente ter vencido a maioria sempre foram jogos não fáceis. Existe quebra-cabeça tático, porque além de serem aguerridos taticamente são muito bem organizados, têm jogadores de bom pé. Dificultam nosso jogo - afirmou.

A Seleção volta a treinar nesta terça-feira, às 15h30, no CT Joaquim Grava. O Brasil enfrenta o Peru nesta quinta-feira (9), às 21h30, na Arena Pernambuco.

Últimas