Lance Dana White comenta acordo de Ngannou com a PFL e é rebatido pelo lutador: 'Por que é contra eu ser livre e feliz?'

Dana White comenta acordo de Ngannou com a PFL e é rebatido pelo lutador: 'Por que é contra eu ser livre e feliz?'

Presidente do UFC insinua que camaronês 'não quer correr riscos' e opina em resultado de possível confronto com Jon Jones

Lance
Lance

Lance

Lance

Dana White, presidente do UFC, comentou o acordo do lutador Francis Ngannou com a PFL após a realização de evento da organização de MMA neste sábado, em Los Angeles, nos Estados Unidos. No dia seguinte, a declaração foi rebatida pelo camaronês em postagem nas redes sociais.

Dana White afirmou que o contrato de Ngannou com a PFL "não faz sentido" e insinuou que o lutador não quis encarar uma luta com Jon Jones. O camaronês era o detentor do cinturão dos pesos-pesados antes de deixar o UFC, título que pertence ao astro norte-americano desde que bateu o francês Ciryl Gane, em março deste ano.

- Baseado no que sei sobre o acordo, o que não é muita coisa, não faz sentido para mim. Você vai pagar um cara para não lutar durante um ano, e já são quase 14 meses. Ele lutou três vezes nos últimos três anos. No dia em que o liberamos, eu sabia exatamente o que iria acontecer. Francis quer risco zero, não quer correr riscos e obviamente não quis correr riscos com Jon Jones. Depois que vimos o que aconteceu com Ciryl Gane, eu não o julgo. Acho que o resultado teria sido exatamente o mesmo, tenho certeza que a maioria de vocês e Francis acham isso também - falou Dana.

+ Corinthians vira alvo de memes após derrota para o Flamengo; veja os melhores

Em postagem nas redes sociais, Ngannou elencou três pontos para rebater White. Primeiro, o camaronês deixou claro que não foi liberado pelo UFC, mas optou por deixar a organização. Na sequência, também questionou a afirmação de que não gosta de correr riscos.

- 1: Concluí meu contrato, era um agente livre e optei por sair. você não me liberou. 2: Detesto correr riscos? É por isso que defendi meu título para cumprir meu contrato sem ACL [lesões do ligamento cruzado anterior] ou MCL [lesão do ligamento colateral medial do joelho]? - escreveu.

What is your problem with me?

1. I completed my contract, was a free agent, and chose to walk away. you didn’t release me

2. I hate taking risks? that’s why I defended my title to fulfill my contract with no acl or mcl?— Francis Ngannou (@francis_ngannou) May 21, 2023

+ Adesanya elogia Ngannou e prevê mudanças no mundo da luta: ‘UFC não é burro’

Ngannou também não gostou da citação de Dana White ao número de lutas protagonizadas pelo camaronês nos últimos anos. Segundo o lutador, a culpa foi da organização, e não dele.

- 3: A razão pela qual lutei três vezes em três anos é porque você queria controlar meu acordo e assinar um novo. E me excluir. 'Devo a esses caras três lutas por ano'. Não é isso que você diz? O que aconteceu? Eu sempre pedi e nunca disse não a nenhuma luta nos 3 anos - publicou.

3. The reason I fought three times in three years is because you wanted to control my deal and signs a new one. And freeze me out. “I owe these guys three fights a year.” Isn’t that what you say? What happened? I always asked for & never said no to any fight in the 3 years— Francis Ngannou (@francis_ngannou) May 21, 2023

+ Cupom LANCEFUT com 10% OFF para os fanáticos por esporte em compras acima de R$299,90

Por fim, Ngannou enalteceu o seu novo contrato com a PFL e cutucou Dana White mais uma vez.

- Finalmente estou sendo pago e respeitado, e tenho um acordo justo e igual para todas as partes. Por que você é tão contra eu ser livre e feliz? - questionou.

I’m finally getting paid and respected, and have a deal that’s fair and equal for all parties. Why are you so against me being free and happy?— Francis Ngannou (@francis_ngannou) May 21, 2023

Francis Ngannou não quis renovar com a UFC justamente por discordâncias contratuais. O camaronês queria ser liberado para lutar boxe e pedia concessões para todos os lutadores, como seguro saúde. Na PFL, ele será acionista da organização e presidente de uma versão africana da liga.

Últimas