Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Cuiabá emite nota oficial sobre invasão de torcedores na Arena Castelão

Além de repúdio, Dourado pede apuração dos responsáveis bem como "punição enérgica e exemplar"

Lance|

Lance
Lance Lance

Nesta segunda-feira (17), o Cuiabá emitiu nota a respeito da invasão de torcedores do Ceará na partida entre as equipes realizada na Arena Castelão que forçou o encerramento antecipado do compromisso válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

>Tradicional estádio brasileiro vive situação de abandono

Além de expressar o repúdio diante dos atos violentos, o Dourado elencou, além do relato feito pelo árbitro da partida, os artigos violados do Regulamento Geral de Competições da CBF e frisou pontos como a apuração "de forma profunda" bem como punição "de forma enérgica e exemplar".

CONFIRA A NOTA OFICIAL DO CLUBE

Publicidade

O Cuiabá Esporte Clube vem a público repudiar os atos de violência ocorridos ontem no Castelão, durante a partida contra o Ceará, e exigir punição rigorosa aos envolvidos.

Conforme a súmula do árbitro Caio Max Augusto Vieira, o jogo foi encerrado por falta de segurança. Diz o documento:

Publicidade

“Entrei em contato com o comandante geral do policiamento sr. Eduardo Souza Landim, tenente/coronel do batalhão bp choque, que não me deu garantia de segurança para reiniciar a partida. Após 13 minutos do início da invasão, decidi dar por encerrado a partida, por entender que não haveria garantia de segurança para o reinício da partida, pois haveria ainda 7 minutos por jogar referente ao restante do acréscimo do segundo tempo.”

O Regulamento Geral de Competições da CBF é claro quanto às medidas que devem ser tomadas em casos como o de ontem:

Publicidade

“Art. 19 – Uma partida só poderá ser adiada, interrompida ou suspensa caso ocorra, pelo menos, um dos seguintes motivos: I – falta de segurança; II – mau estado do gramado, de modo que a partida se torne impraticável ou perigosa; III – falta de iluminação adequada; 16 IV – ausência de ambulância no estádio; V – conflitos ou distúrbios graves no campo ou no estádio; VI – procedimentos contrários à disciplina por parte dos componentes dos Clubes ou de suas torcidas; VII – fato extraordinário que represente uma situação de comoção incompatível com a realização ou continuidade da partida.

Art. 20 – Quando a partida for suspensa por quaisquer dos motivos previstos no art. 19 deste RGC, assim se procederá após julgamento do processo correspondente pelo STJD: I – se o Clube que deu causa à suspensão da partida estava vencendo ou a partida estava empatada, tal Clube será declarado perdedor pelo escore de 3 a 0 (três a zero);”

A CBF e os clubes brasileiros devem estar cientes de que estamos cada vez mais próximos de uma tragédia e que apenas a adoção de medidas rigorosas livrarão o futebol destas cenas lamentáveis.

O Cuiabá EC espera que os fatos graves de ontem sejam apurados de forma profunda e que os responsáveis sejam punidos de forma enérgica e exemplar.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.