Lance Cuiabá emite nota oficial sobre invasão de torcedores na Arena Castelão

Cuiabá emite nota oficial sobre invasão de torcedores na Arena Castelão

Além de repúdio, Dourado pede apuração dos responsáveis bem como "punição enérgica e exemplar"

Lance
Lance

Lance

Lance

Nesta segunda-feira (17), o Cuiabá emitiu nota a respeito da invasão de torcedores do Ceará na partida entre as equipes realizada na Arena Castelão que forçou o encerramento antecipado do compromisso válido pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

>Tradicional estádio brasileiro vive situação de abandono

Além de expressar o repúdio diante dos atos violentos, o Dourado elencou, além do relato feito pelo árbitro da partida, os artigos violados do Regulamento Geral de Competições da CBF e frisou pontos como a apuração "de forma profunda" bem como punição "de forma enérgica e exemplar".

CONFIRA A NOTA OFICIAL DO CLUBE

O Cuiabá Esporte Clube vem a público repudiar os atos de violência ocorridos ontem no Castelão, durante a partida contra o Ceará, e exigir punição rigorosa aos envolvidos.

Conforme a súmula do árbitro Caio Max Augusto Vieira, o jogo foi encerrado por falta de segurança. Diz o documento:

“Entrei em contato com o comandante geral do policiamento sr. Eduardo Souza Landim, tenente/coronel do batalhão bp choque, que não me deu garantia de segurança para reiniciar a partida. Após 13 minutos do início da invasão, decidi dar por encerrado a partida, por entender que não haveria garantia de segurança para o reinício da partida, pois haveria ainda 7 minutos por jogar referente ao restante do acréscimo do segundo tempo.”

O Regulamento Geral de Competições da CBF é claro quanto às medidas que devem ser tomadas em casos como o de ontem:

“Art. 19 – Uma partida só poderá ser adiada, interrompida ou suspensa caso ocorra, pelo menos, um dos seguintes motivos: I – falta de segurança; II – mau estado do gramado, de modo que a partida se torne impraticável ou perigosa; III – falta de iluminação adequada; 16 IV – ausência de ambulância no estádio; V – conflitos ou distúrbios graves no campo ou no estádio; VI – procedimentos contrários à disciplina por parte dos componentes dos Clubes ou de suas torcidas; VII – fato extraordinário que represente uma situação de comoção incompatível com a realização ou continuidade da partida.

Art. 20 – Quando a partida for suspensa por quaisquer dos motivos previstos no art. 19 deste RGC, assim se procederá após julgamento do processo correspondente pelo STJD: I – se o Clube que deu causa à suspensão da partida estava vencendo ou a partida estava empatada, tal Clube será declarado perdedor pelo escore de 3 a 0 (três a zero);”

A CBF e os clubes brasileiros devem estar cientes de que estamos cada vez mais próximos de uma tragédia e que apenas a adoção de medidas rigorosas livrarão o futebol destas cenas lamentáveis.

O Cuiabá EC espera que os fatos graves de ontem sejam apurados de forma profunda e que os responsáveis sejam punidos de forma enérgica e exemplar.

Últimas