Cruzeiro chega a BH sob proteção policial para evitar protestos

O time azul desembarcou no Aeroporto de Confins sob forte esquema de segurança para não haver contato com torcedores após a goleada sofrida para o Santos

Lance

Lance

Lance

A chegada do Cruzeiro a Belo Horizonte após a goleada de 4 a 1 sofrida para o Santos, na Vila Belmiro, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, foi rodeada de muitos cuidados na segurança para evitar qualquer tipo de confronto com torcedores.

A delegação celeste teve um forte esquema de proteção feito pela Polícia Militar no Aeroporto de Confins, impedindo que houvesse qualquer contato entre os atletas e torcedores.

Apesar do aparato de segurança, algumas pessoas protestaram a distância, tendo como principais alvos os atacantes Fred e David. A derrota para o Santos pode colocar a Raposa de volta na zona do rebaixamento. Para isso acontecer, basta que o Fluminense empate com o CSA, nesta segunda-feira, em Maceió, no duelo que encerra a rodada.

O Cruzeiro está com 36 pontos em 34 partidas, um a mais que o Tricolor carioca, mas, se o Flu chegar à mesma pontuação da Raposa, supera os mineiros nos critérios de desempate.

A equipe azul volta aos trabalhos nesta segunda-feira, 25, visando o duelo decisivo contra o CSA, quinta-feira, 28, às 21h30, no Mineirão.