Cruzeiro 99 anos: um gigante 'machucado' em busca da reconstrução de sua história

O clube mineiro chega perto do seu centenário cheio de problemas, mas tendo no seu torcedor o seu maior patrimônio

Lance

Lance

Lance

O Cruzeiro Esporte Clube, um dos maiores clubes do futebol brasileiro, chega aos 99 anos de existência cheio de problemas em sua administração, financeira, esportiva, com a queda para a segunda divisão nacional, mas sem perder a grandeza que o tornou um dos maiores vencedores do nosso futebol.

O clube tenta novos rumos e conta com sua torcida, que nunca abandonou a equipe, mesmo quando foi deixada de lado por desmandos de dirigentes incompetentes e irresponsáveis. O ano de 2020, que antecede o centenário cruzeirense, será de pavimentar novos passos e mudar práticas abusivas internas e no clube de futebol.

Para celebrar a data, a Raposa postou um vídeo admitindo o momento de incertezas, porém sem deixar de pensar na esperança de um novo amanhã. Confira abaixo a postagem deeste gigante, que está “machucado”, mas em busca de se reerguer.

Acompanhe o vídeo com a íntegra do texto

-Eu tenho cinco estrelas. Minha luz vem de anos-luz de distância, revelando uma história de títulos e glórias. Sou uma constelação de Tostões, Dirceus, Piazzas, de nove milhões de apaixonados. Eu sei, essas estrelas agora estão encobertas. Uma nuvem pesada tira meu brilho de outrora. A olho nu, pareço difuso, embaçado, mas olhe de perto, bem de perto... Você vai encontrar minhas imperfeições, mas vai descobrir, também, a fonte de toda a luz. Uma luz de cor azul, que nasce do peito de cada torcedor, que vem da comemoração do gol e do suspiro da bola que quase entrou. Da luz que vem do grito de “É campeão” e do choro das batalhas perdidas. Torcer, assim como amar, é estar disposto a aceitar a dor. Sim, um gigante também chora, mas jamais se esquece da sua grandeza. Daqui 100, 200 anos, eu ainda vou estar aqui. Seus netos, bisnetos, serão testemunhas, vão ouvir a minha história e cantar juntos o meu hino. Você pode ter certeza: minha luz nunca será apagada, porque as nuvens vão passar, mas o meu brilho não. O meu nome é Cruzeiro! E Cruzeiro somos todos nós.

Ex-craques celebram o clube azul​