Lance Cruzeirenses se mobilizam para homenagear Salomé e Pablito, torcedores-símbolos do clube

Cruzeirenses se mobilizam para homenagear Salomé e Pablito, torcedores-símbolos do clube

Torcedores faleceram nos últimos anos e grupo busca recursos para fazer um painel 3 D

Lance
Lance

Lance

Lance

Com o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro cada vez mais perto, um grupo de cruzeirenses está se mobilizando para fazer uma homenagem a dois torcedores-símbolos do time celeste e que morreram nos últimos anos: Salomé e Pablito. A intenção é fazer um mosaico 3D com a imagem dos dois na partida contra o Vasco, no Mineirão, no próximo dia 21, em partida Válida pela 31ª rodada da Série B.

Encabeçam o projeto os torcedores Filipi Ikis e Rodrigo Franco Mattar que estão buscando mais recursos entre a china azul por meio das redes sociais.

"O Rodrigo teve a ideia e me chamou para colocá-la em prática. É uma homenagem para representar grandes cruzeirenses que faleceram nos últimos anos. É uma forma de colocar os dois ícones, Salomé e Pablito, nesse momento de glória que eles tanto esperavam, mas morreram antes de vivenciar esse retorno à Série A", afirmou Ikis em entrevista à Rádio Itatiaia.

Maria Salomé da Silva, de 86 anos, morreu em dezembro de 2019, alguns dias após passar mal no Mineirão na partida entre Cruzeiro e Palmeiras, jogo que decretou o rebaixamento do time celeste à Série B. Dona Salomé - como era chamada - não faltava a quase nenhum jogo do Cruzeiro em Belo Horizonte e era bastante conhecida entre a china azul.

Já o influenciador digital Pablito faleceu, em março do ano passado, vítima de covid-19. Ele foi o responsável por fundar a plataforma para torcedores Somos Gigantes e era bastante querido entre os cruzeirenses.

Salomé e Pablito já receberam homenagem em um mural instalado na sede do Cruzeiro, no Barro Preto, região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Com 62 pontos, o Cruzeiro tem 18 pontos de vantagem sobre o quinto colocado, o Londrina, colocação que não garante o acesso. Já sobre o Vasco, que é vice-líder, a diferença é de 11 pontos. De acordo com o matemático Gilcione Nonato Costa, da UFMG, a Raposa tem 7,6% de garantir o acesso à Série A de 2023 na 31ª rodada da Série B.

Últimas