Cozinheiros do Cruzeiro entram em greve por falta de pagamento

Assistentes de cozinha que trabalham no centro de treinamentos da base não estiveram no local. Diretores e atletas também estão sem receber salários

Cruzeiro está em uma grave crise financeira

Cruzeiro está em uma grave crise financeira

Lance

O Cruzeiro está conseguindo aumentar a sua mancha na temporada 2019. Após escândalos fora de campo, rebaixamento para a Série B, o clube continua sendo alvo da sua imensa crise.

A novidade negativa do dia foi a greve de cozinheiros e assistentes de cozinha que trabalham na Toca da Raposa I, CT da base cruzeirense. Eles alegam atrasos nos pagamento dos salários por parte do Cruzeiro. O próprio clube confirmou a informação ao enviar nota à imprensa

O Cruzeiro passa por sua maior crise financeira em 98 anos de história, com uma dívida perto dos R$700 milhões, além das crises esportiva, queda para Série B e institucional, com investigações de crimes cometidos pela atual diretoria, que está prestes a deixar o clube em uma renúncia coletiva.

Veja a nota do Cruzeiro
O Cruzeiro EC esclarece que diante do grave momento político e financeiro que o Clube atravessa, os salários dos colaboradores, atletas e diretores estão em atraso e a diretoria trabalha em busca de uma solução para o problema.

A greve dos cozinheiros e assistentes de cozinha na Toca da Raposa I é mais um retrato da crise no Cruzeiro.

Lamentamos e esperamos efetuar o pagamento de todos o mais breve possível.
Cruzeiro Esporte Clube

Jean é mais um na lista de jogadores acusados de agredir mulheres