Lance Conheça o 1° brasileiro na categoria Classic Physique do Mr. Olympia

Conheça o 1° brasileiro na categoria Classic Physique do Mr. Olympia

Gabriel Zancanelli se garantiu no grande evento do fisiculturismo mundial

Lance
Lance

Lance

Lance

O Brasil terá, pela primeira vez na história, um representante na categoria Classic Physique do Mr. Olympia, maior competição de fisiculturismo do mundo. A vaga foi conquistada pelo mineiro Gabriel Zancanelli no último domingo, dia 27, ao ser campeão do evento Porto Rico Pro, realizado na cidade de Nassau, nas Bahamas.

- Nesse esporte a gente cria metas e renova com o tempo. Aos 15 anos meu sonho era competir; realizei o sonho de competir e meu sonho passou a ser campeão estadual; fui campeão estadual e meu sonho passou a ser campeão brasileiro; depois que fui campeão brasileiro, o sonho passou a ser campeão do Arnold; depois, ser profissional; e agora concluo mais uma etapa, que é a vaga do Mr. Olympia - celebrou o atleta da Integralmédica.

A categoria Classic Physique é a adaptação do fisiculturismo para representar o esporte em nível olímpico. Segundo as regras, o julgamento do físico do atleta é semelhante ao do fisiculturismo clássico, imortalizado por Arnold Schwarzenegger na era de ouro da modalidade.

Daria um filme

A conquista histórica veio em meio a um enredo dramático. Tudo começou em outubro do ano passado, quando Gabriel Zancanelli disputou sua primeira competição como profissional, o Europa Pro, realizado na Espanha. Naquela oportunidade, ele sequer chegou aos 16 primeiros colocados da disputa.

- Foi a preparação mais difícil da minha vida, eu não imaginava que poderia dar errado porque me preparei muito para aquela competição. Cheguei na Europa com o melhor físico da minha vida - lembrou o atleta de 24 anos. - Não tive nem oportunidade de posar ao lado dos primeiros colocados. Confesso que mexeu muito comigo. Cheguei ao Brasil bastante abalado.

O campeão daquele campeonato, o italiano Christian Zagarella, era um dos competidores do evento desse final de semana. Além disso, a arbitragem foi trocada na véspera da apresentação. Coincidentemente, o novo árbitro escalado foi o mesmo que arbitrou o fatídico Europa Pro.

- Um filme daquele dia passou pela minha cabeça durante toda a minha preparação. Mas, chegando no campeonato, eu vi que era a minha chance de ficar ao lado do cara que ficou 16 posições à minha frente há sete meses. Depois que venci, foi embora toda a ansiedade, toda a tensão, e agora estou vivendo meu sonho - descreveu o grande campeão.

Parceria forte, literalmente

Além da espada de campeão e dá vaga na próxima edição do Mr. Olympia, Gabriel Zancanelli teve outro motivo para comemorar. Sua esposa, Marcela Mattos, que fez sua estreia como profissional, ficou em terceiro lugar na categoria wellness. Quem também ficou feliz foi o treinador Fabrício Pacholok, o grande mentor do mineiro.

- Eu sempre tive amor por esse esporte, e eu me identifiquei com o Pacholok por conta disso. Ele ama isso mais do que eu. A gente criou uma relação tão forte que ele me disse: 'filhão, como atleta eu não tive genética e potencial para atingir o meu sonho; mas hoje, como treinador, o meu sonho é o seu sonho. Meu sonho é chegar ao Olympia como treinador e hoje estamos conquistando isso'. Ele é um pai para mim mesmo - reconheceu Zancanelli.

Últimas