Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Como funciona o teto de gastos da F1?

Conheça todos os detalhes dessa determinação

Lance|

No mundo dos esportes, há certas modalidades que não exigem um centavo para participar de um torneio, como o caso de natação, corrida e lutas. No entanto, no caso do automobilismo, como a Fórmula 1, o dinheiro é necessário até para dar a vida a um Grande Prêmio. Da entrada dos pilotos a categoria até equipes apoiadas por marcas, tudo envolve o capital.

Atualmente, temos o caso do teto de gastos imposto pela organização. E para tirar suas dúvidas, o Lance! explica todo processo por trás dessa determinação.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

滋 O QUE É O LIMITE DE GASTOS DA F1?

Publicidade

O teto de gastos é quando a F1 limita o valor que uma equipe pode gastar em seus carros ao longo de um determinado ano civil. Esta determinação entrou em vigor pela primeira vez em 2021.

O plano original, feito antes da pandemia, era que o limite fosse de 175 milhões de dólares. No entanto, devido aos estragos da COVID-19 na temporada de 2020, foi reduzido para 145 milhões.

Publicidade

De início, queriam reduzir ainda mais o valor em US$ 5 milhões por temporada para 2022 e 2023, com apenas ajustes inflacionários a partir de então. Essas mudanças já começaram a ser aplicadas, porém, graças aos aumentos desenfreados de preços que atingiram a economia global em 2022.

➡️ Quais os pilotos mais ricos da F1? Veja ranking

Publicidade

‍♂️ QUEM DECIDE AS PUNIÇÕES DO TETO DE GASTOS?

Neste caso, a responsabilidade fica com o “Cost Cap Adjudication Panel”, uma equipe de seis juízes indicados pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

 POR QUE A F1 TEM O LIMITE DE GASTOS?

Em um mundo desigual, essa questão também atinge o automobilismo, já que há equipes que tem orçamentos enormes e outras que se contentam com quantias relativamente modestas. Assim, isso pode correlacionar com o desempenho nas pistas, quase impossível que equipes “mais pobres” alcançarem em termos de velocidade.

O teto permite haver mais sustentabilidade em relação à economia das equipes, mas também para garantir que escuderias suficientes sobrevivam para formar um grid com dez.

➡️ Calendário da Fórmula 1 2024: veja todos os GPs e datas

 O QUE INLCUI E NÃO ESTÁ INCLUSO NO TETO DE GASTOS?

Todas as despesas relacionadas ao desempenho do caso (exceto os motores), são relevantes no teto de gastos, como:

Todas as peças do carro (do volante até as porcas da roda) Todos os elementos necessários para fazer o carro andar A maioria dos funcionários da equipe Equipamentos da garagem Sobressalentes Custos de transporte Custos de operações

Contrapartida, há várias questões caras que não são cobertas no limite de custo, incluindo:

Salários dos pilotos Salários dos três funcionários mais bem pagos Custos de viagem Gastos com marketing Custos de propriedade e legais Taxas de entrada e licença Atividades fora da F1 ou de carro de estrada Bônus de funcionários e benefícios médicos Pagamentos de licença parental e doença

PUNIÇÕES

Nesta determinação, há uma linha clara em relação às transgressões do limite de custo: exceder o valor definido em 5%. Abaixo deste número, para a categoria, é definido como “pequeno gasto excessivo”. Se a equipe passar do ponto, ela pode ser expulsa de um campeonato mundial inteiro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.