Lance Com participações do VAR, CRB vence Remo fora de casa e se mantém no G4 da Série B

Com participações do VAR, CRB vence Remo fora de casa e se mantém no G4 da Série B

Árbitro de vídeo foi acionado em dois lances de penalidade e também anulou um gol de Victor Andrade

Lance
Lance

Lance

Lance

Na noite deste sábado (21), o CRB foi até Belém e venceu o Remo por 2 a 1, em partida válida pela 21ª rodada do Brasileirão Série B. Em dois lances consecutivos, o VAR foi acionado e auxiliou na marcação de duas penalidades. Nas cobranças, Renan Bressan não deu chances a Vinícius e colocou os visitantes em vantagem. Jefferson ainda diminuiu, mas não adiantou. A vitória fora de casa colocou o Galo em 2° lugar na tabela.

Agora, as duas equipes voltam a campo somente na próxima semana. Assim, na sexta-feira (27), o Remo visita o Brasil de Pelotas, às 19h. Por outro lado, o CRB recebe o Cruzeiro no domingo (29), às 16h. As duas partidas são válidas pela 21ª rodada do Brasileirão Série B.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Vinícius mantém placar zerado
O começo do jogo foi bem disputado no Baenão. Mais com a bola, o Remo pouco conseguiu criar, diferentemente do CRB que, quando teve a posse, criou boas oportunidades e obrigou o goleiro Vinícius a fazer boas intervenções para evitar a abertura do placar.

Aos seis minutos, Jean Patrick recebeu na entrada da área e arriscou uma bomba de direita. A bola pingou na frente de Vinícius, que espalmou. Poucos depois, Guilherme Romão apareceu em velocidade e, sem muito ângulo, tentou um toque por cobertura. O arqueiro do Remo conseguiu evitar o gol esticando o braço esquerdo.

Muitas reclamações
​Entre os 15 e 30 minutos, os lances de perigo foram todos do Remo, mas sem um chute efetivo. Isso porque, por três vezes, a equipe da casa ficou na bronca com o árbitro da partida pedindo a marcação de três penalidades.

No primeiro lance, Victor Andrade tentou invadir a área em velocidade e sofreu um pisão de Reginaldo. Apesar da reclamação, a ação aconteceu rente à linha da área. Na cobrança da falta, Felipe Gedoz pediu um toque no braço da barreira. Mais tarde, o camisa 10 voltou a solicitar a marcação de pênalti em novo toque, mas nada foi marcado.

Ida para o intervalo com jogo fraco
O ritmo do duelo continuou a cair com a aproximação do intervalo. O Remo foi dono da posse de bola, mas sequer conseguiu finalizar com perigo ao gol defendido por Diogo Silva.

Por sua vez, o CRB não conseguiu mais encaixar jogadas em velocidade. Com Jajá bem marcado e encaixotado, o Galo errou na criação das ações ofensivas e não teve paciência quando teve a bola, levando o 0 a 0 para o intervalo.

VAR entra em ação e Renan Bressan não perdoa
O início da etapa final foi todo do CRB, mas o protagonismo acabou sendo dividido com o VAR, que fez a sua estreia na Série B nesta rodada. Aos 10 minutos, Renan Bressan tentou aproveitar chute espirrado dentro da área e foi tocado por Marlon. Em campo, a arbitragem mandou seguir, mas o árbitro de vídeo aconselhou a revisão. Com a marcação revertida, Renan Bressan deslocou Vinícius e colocou os visitantes na frente.

Logo na saída de bola seguinte, o CRB recuperou a posse e Júnior Brandão recebeu lançamento. No jogo de corpo com Rafael Jansen, o atacante levou a melhor e ficou de frente com Vinícius, mas sofreu um toque do zagueiro, que se desequilibrou. Novamente acionado, o VAR solicitou a revisão e, novamente, a marcação foi revertida. Novamente na cobrança, Renan Bressan mudou a batida, mas o destino foi o mesmo: a rede.

Remo diminui
Com a vantagem construída nos dois lances de penalidade máxima, o CRB abaixou a intensidade e se preocupou mais em se defender e esperar um contra-ataque, do que continuar dominando as ações do duelo.

Sem conseguir infiltrar na área adversário, o Remo optou por arriscar chutes de longe. No primeiro, Ronald até acertou o alvo, mas Diogo Silva encaixou. Quem não perdoou foi Jefferson. Logo após entrar, o atacante limpou o lance para o meio e finalizou firme. Quando viu a bola, o goleiro do CRB já não podia fazer mais nada. O chute morreu no canto esquerdo e colocou fogo no jogo.

Reação freada pelo VAR
​Com o placar mais próximo, o Remo partiu com tudo para cima. Não demorou muito para que as chances aparecessem. Já perto dos acréscimos, após sobra de uma cobrança de falta, a bola foi colocada novamente na área. Victor Andrade apareceu por trás da defesa e tocou na saída de Diogo Silva, deixando tudo igual no Baenão.

Depois de minutos de análise do VAR, a arbitragem anulou o tento. No momento em que a bola foi recolocada na área, tanto Victor Andrade, quanto Renan Gorne, que também participou do lance, estavam impedidos. Sendo assim, o placar ficou no 2 a 1 para o CRB.

FICHA TÉCNICA
REMO 1 X 2 CRB
​​Local: Estádio Baenão, em Belém-PA
Data/Horário: 21 de agosto de 2021 (sábado), às 21h
Árbitro: Thiago Luis Scarascati (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
Gol: Renan Bressan (13'/2°T) (0-1), Renan Bressan (20'/2°T) (0-2), Jefferson (36'/2°T) (1-2)
Cartões amarelos: Warley, Marlon (Remo), Reginaldo, Ewandro (CRB)

REMO: Vinícius; Warley (Pingo, aos 21'/2°T), Kevem, Rafael Jansen e Marlon; Anderson Uchôa, Arthur (Ronald, aos 21'/2°T), Marcos Júnior (Rafinha, aos 29'/2°T) e Felipe Gedoz (Renan Gorne, aos 21'/2°T); Lucas Tocantins (Jefferson, aos 33'/2°T) e Victor Andrade. Técnico: Felipe Conceição.

CRB: Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei, Jean Patrick (Frazan, aos 39'/2°T) e Renan Bressan (Ewandro, aos 30'/2°T); Emerson (Alisson Farias, aos 27'/2°T), Júnior Brandão (Alan James, aos 27'/2°T) e Jajá (Carlos Jatobá, aos 39'/2°T). Técnico: Allan Aal.

Últimas