Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Com muita festa, público da Arena para ver seleção bate recorde

Quase 49 mil torcedores foram ao estádio do Grêmio para assistir ao Brasil derrotar o Paraguai com muito sufoco, já nas penalidades

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Como esperado, o público da Arena do Grêmio nesta Copa América foi um recorde com a partida entre Brasil e Paraguai, realizada nesta quinta-feira (27), pelas quartas de final da Copa América. Ao todo, 48.211 pessoas (45.495 pagantes) vieram ao palco da vitória brasileira, superando as 41.390 de Argentina x Qatar.

A renda do jogo desta noite foi de R$ 10.352.430. Aliás, a noite começou cedo nos arredores da Arena. Os bares, todos bordados das três cores gremistas, estavam lotados desde o fim da tarde (por volta das 17h30). Já perto de iniciar a peleja, a reportagem encontrou um tremendo contratempo, já que torcedores enfrentaram filas e perderam o apito inicial.

Diferente do que tem ocorrido com outras seleções mais expressivas, como a uruguaia, chilena e argentina, ou até a peruana, a torcida paraguaia não se comoveu, e pouco se viu camisas da Albirroja no estádio.

O mesmo não pode ser dito em relação às do Grêmio. Aliás, alguns poucos torcedores do Internacional também foram ao "território rival" com o uniforme do Colorado. Perto dos bares e das inúmeras barracas do bom churrasco gaúcho, eram vendidos copos personalizados do Everton (estrela do Grêmio) e Alisson (revelado pelo Inter) por R$ 10.

O clima de festa antes de a bola rolar, que não foi visto no centro de Porto Alegre durante o dia, amenizou o frio na capital do Rio Grande do Sul - a temperatura no momento do jogo chegou aos 14ºC. Mas só deu, de fato, para esquentar quando o Brasil derrotou o Paraguai nos pênaltis, depois de um 0 a 0 no tempo regulamentar. A comemoração se deu ao som de Ivete Sangalo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.