Lance Com direito a dois 900º, jovem Gui Khury é campeão da segunda etapa do Vert Battle em Atibaia

Com direito a dois 900º, jovem Gui Khury é campeão da segunda etapa do Vert Battle em Atibaia

Jovem, de apenas 13 anos, recebeu a nota 85,33 e se consagrou com manobras que levaram seus admirados à loucura. No feminino, Raicca Ventura conquistou o Open, no sábado

Lance
Lance

Lance

Lance

A cada evento, a cada competição, os skatistas mostram não ter limites. Surpresas e superações são marcas deste esporte que se consolida e leva seus admiradores à loucura. O que o jovem talento Gui Khury, de apenas 13 anos, fez neste domingo entrou para a história do vertical. Manobras espetaculares, entre elas dois 900º, garantiram a ele o título da segunda etapa do Vert Battle 2022, realizada em Atibaia (SP).

- Meu Deus! Meu Deus! Não acredito! - , foram as primeiras palavras dele logo após a divulgação do resultado final, para se ter uma ideia do feito que acabara de conseguir.

Logo na sua primeira volta, já dava para imaginar que o dia seria mesmo de Gui Khury, que recebeu a nota 85,33. Ali, todos mal sabiam que seria a maior de todo o fim de semana, com direito a um 720º.

Apesar de ter subido o sarrafo e mostrado aos adversários que seria difícil desbancá-lo, na segunda chance ele ainda completou um 900º - como caiu no meio da volta, sua nota não foi tão boa. E ainda havia a terceira e última volta, quando acertou outro 900º, mas só não foi perfeita porque caiu ao finalizar a última manobra, um 720º. Ainda assim, conquistou também a segunda maior nota da final, um 83,17.

- Quero muito confirmar esse nível e esse ritmo nos próximos eventos, mas com esses caras aí, que são muito bons, não será nada fácil. É uma galera que está andando muito -, vibrou Gui Khury, que disputa o Vert Battle categoria PRO pela primeira vez.

- É uma experiência incrível e estou feliz demais. E ansioso com os outros campeonatos que estão por vir - emendou ele, que na primeira etapa, em São Bernardo do Campo (SP), já tinha terminado em segundo lugar.

Um desses “caras aí” citados pelo jovem campeão é ninguém menos que Pedro Barros, medalha de prata na modalidade Park nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Foi justamente ele que elevou o nível da final, fazendo com que os juízes já jogassem as notas lá para cima. Com direito a dois 540º logo na primeira volta, cravou um 81,60, o que, no fim, lhe garantiria o terceiro lugar.

Augusto Akio, o Japinha, maior nota nas semifinais, ainda tinha a chance do título. Emplacou uma série empolgante na última volta, mas fez um 83,17 que apenas tirou o segundo lugar de Pedro Barros. O troféu ficou mesmo com Gui Khury.

Raicca Ventura foi o nome do vertical feminino no sábado

O destaque entre as meninas no vertical foi Raicca Ventura, que conquistou o título do Open feminino no sábado, repetindo o feito de São Bernardo do Campo. Um dos principais nomes do Park no Brasil, primeira do ranking nacional em 2022, ela admite que o Vert é uma outra paixão.

- Digamos que sou 50% Park e 50% Vert. Amo os dois. Só tenho a agradecer ao meu treinador por mais essa conquista. Acabamos de voltar dos Estados Unidos, onde fiz uma série de treinos em que aperfeiçoei demais o meu skate. Agora que retornei, quero treinar ainda mais para tentar obter os melhores resultados nas próximas competições - contou Raicca.

E a terceira e última etapa do ano do Vert Battle acontece em setembro, em Madureira, no Rio de Janeiro. O circuito é realizado pela Plataforma STU e é patrocinado pela TNT Energy Drink. Tem apoio da Oakley BR, Niggli e Santa Cruz Skateboards.

RESULTADO FINAL – CATEGORIA PRO

1 - Gui Khury – 85,33
2 - Augusto Akio – 83,17
3 - Pedro Barros – 81,60
4 - Dan Cezar Pardinho – 81,00
5 - Rony Gomes – 79,87
6 - Gustavo Fujikawa – 78,90
7 - Carlos Niggli – 74,23
8 - Matheus Hiroshi – 73,00

Últimas