Lance Colombiano é suspenso por testar positivo para cocaína no antidoping

Colombiano é suspenso por testar positivo para cocaína no antidoping

Colombiano é suspenso por testar positivo para cocaína no antidoping

Lance
Lance

Lance

Lance

Aos 30 anos, o colombiano Alejandro Gomez, 489º da ATP, foi suspenso pela Federação Internacional de Tênis (ITF), após testar positivo em teste antidoping para o uso de cocaína. A suspensão é provisória.

De acordo com o comunicado emitido pela ITF, Gomez forneceu uma amostra de urina no último dia 19 de outubro, durante a disputa do Challenger de Bogotá, na Colômbia. A amostra foi enviada ao laboratório credenciado da Agência Mundial Antidoping (WADA) em Montreal, no Canadá, e foi identificada a presença de metabólitos de cocaína.

A cocaína é uma substância "não especificada", considerada estimulante, que conta na lista S6 de substâncias proibidas pela WADA. Em razão da natureza da substância, o tenista foi suspenso provisoriamente de maneira automática.

Alejandro Gomez foi informado de seu resultado positivo no último dia 30 de novembro e desde 15 de dezembro está suspenso. O colombiano tem o direito de pedir para ser ouvido pelo presidente do tribunal independente que julga seu caso, mas ainda não fez valer esse direito. Ao pedir para ser ouvido, Gomez pode ter a suspensão revogada, caso peça a audiência.

O julgamento de Gomez ainda não está marcado, porém a violação por uso de cocaína é do artigo 2.1 do código antidoping do tênis, que prevê pena de 6 meses a 2 anos.

Tenistas que pegaram punição por uso de cocaína

Em junho de 2007, durante a disputa de Wimbledon, a suíça ex-número 1 do mundo, Martina Hingis, testou positivo para uso de cocaína. Hingis nunca admitiu ter usado ou ter tido contato com a substância.

"Eu acho essas acusações horríveis e monstruosas. Minha única arma nas quadras foi sempre o jogo. Meu único doping, o amor do jogo", declarou ela à época.

Sem uma defesa contundente, Hingis optou por anunciar sua aposentadoria das quadras de tênis alegando sua completa inocência. Hingis foi julgada e condenada há 2 anos longe das quadras.

Martina Hingis permaneceu aposentada até 2013, quando retornou ao circuito para apenas jogar o circuito de duplas.

Outro que também testou positivo para cocaína foi francês Richard Gasquet. O resultado positivo se deu em março de 2009 e o tenista ficou 8 meses longe das quadras. O francês alegrou como sua defesa ter tido contato com a substância através de um beijo que teria dado em uma mulher desconhecida numa casa noturna em Miami. Gasquet chegou a recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS) para não receber uma punição maior.

Últimas