Lance CBF sela parceria com Bitci e cria um token da Seleção Brasileira

CBF sela parceria com Bitci e cria um token da Seleção Brasileira

Entidade acerta nesta sexta-feira vínculo de três anos para que empresa turca faça tokens das equipes masculina e feminina em diversas categorias

Lance
Lance

Lance

Lance

A CBF selou nesta sexta-feira parceria com a empresa turca de blockchain Bitci Technology, especializada em projetos NFT, com o intuito de elaborar uma criptomoeda oficial para a Seleção Brasileira. Com vínculo previsto para três anos, o mercado será aberto na Bitci Chain, a plataforma de blockchain da Bitci Technology. Os tokens serão, colocados, inicialmente, à venda no Bitci.com.


Ainda não há uma data estabelecida para o início das vendas dos NFTs (tokens não-fungíveis), certificado digital que define originalidade e exclusividade a bens digitais, também estarão no acordo. A CBF adiantou que a Bitci incluirá as Seleções Brasileiras de Futebol Masculino e Feminino, além das Seleções Sub-20, Sub-17 e Sub-15.

A entidade frisou que, durante a vigência do contrato, a Bitci Technology será a única parceira de negócios da blockchain da Seleção Brasileira de Futebol. A pré-venda

Presidente em exercício da CBF, Antonio Carlos Nunes valorizou o acordo.

- Junto com a Bitci, temos a oportunidade de alavancar a interação com os fãs da Seleção Brasileira em todo o mundo. Iremos conectar a paixão pela seleção nacional mais popular do planeta com experiências, conteúdo e benefícios - afirmou.

O diretor comercial da CBF, Lorenzo Perales, vê um marco na interação com os torcedores e também no marketing em torno da Seleção.

- Esta parceria é um passo muito importante para continuar avançando na digitalização e internacionalização de nossa marca. A forma como o futebol é consumido está mudando e entrar no mercado de tokens de torcedor é uma etapa crucial. Após ter iniciado o contato com as principais plataformas, este é possivelmente o patrocínio mais importante dentro da tecnologia blockchain mundial - disse.

Já Onur Altan Tan, CEO da Bitci Technology, vê com boas perspectivas o vínculo.

- Com essa importante cooperação, estamos muito felizes em trazer nossa tecnologia para a América do Sul. De acordo com a pesquisa independente, temos o orgulho de ser o único parceiro de negócios na área de blockchain da Seleção Brasileira, que está entre as marcas mais assistidas do mundo. Esperamos que esta cooperação lhes traga muitos mais sucesso. Estamos ansiosos para trazer nossos projetos de tokens de fãs e NFT, que implementaremos no próximo período para os brasileiros - declarou.

O token representa um ativo digital, que se torna único e não pode ser copiado.

Últimas