Lance Capitão da Seleção Brasileira, Henri faz sua estreia com a camisa do Palmeiras

Capitão da Seleção Brasileira, Henri faz sua estreia com a camisa do Palmeiras

Xerife no Palmeiras e na Seleção, o zagueiro de 19 anos foi o responsável por erguer a taça da Copa do Mundo Sub-17, em 2019

Lance
Lance

Lance

Lance

O Palmeiras venceu o Guarani por 2 a 1, na noite desta sexta-feira (23), no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. No confronto válido pela sétima rodada do Campeonato Paulista, a vitória deu sobrevida ao clube, que busca a classificação para as quartas de final.

Vivendo a maior sequência de partidas desde o retorno do futebol, o Palmeiras iniciou recentemente uma maratona de 18 jogos em 41 dias, tendo em média um compromisso a cada 52 horas. Em vista disso, a comissão técnica de Abel Ferreira optou por utilizar o Campeonato Paulista como um laboratório aos mais jovens e tempo de descanso para aqueles que tem atuado mais frequentemente.

Fruto dessa filosofia, na noite desta sexta o zagueiro Henri, de 19 anos, foi mais uma cara nova ao Palmeiras. Promovido ainda com Vanderlei Luxemburgo ao elenco profissional, a Cria da Academia conviveu com uma lesão no joelho, e ficou fora de combate por mais de 12 meses. No departamento médico, sua ausência abriu vaga para Renan subir e posteriormente ser efetivado no grupo principal.

​Atuando na eliminação do Palmeiras para o Goiás, na Copa São Paulo, no dia 14 de janeiro de 2020, o jovem só retornou aos gramados no dia 14 de março de 2021, na goleada sobre o Presidente Médici, por 8 a 0, na primeira fase da Copa do Brasil Sub-20. Realizando apenas trabalhos de transição física, o jogador havia sido relacionado para jogos do profissional, porém, nunca tinha entrado em campo.

​Titular diante do Guarani ao lado de Renan e Danilo Barbosa, o zagueiro permaneceu por 45 minutos nas quatro linhas, atuando somente no primeiro tempo. Estatisticamente, somou dois cortes, um desarme, 92% de aproveitamento nos passes, 75% de aproveitamento em bolas longas, além de um erro capital, que culminou em um lance de perigo da equipe adversária.

​No Palmeiras desde 2015, o camisa 44 foi titular e capitão da Seleção Brasileira Sub-17, na conquista da Copa do Mundo, em 2019. Capitão também na base alviverde, foi bicampeão do Mundial de Clubes Sub-17 (2018 e 2019), campeão paulista Sub-17 (2018), campeão da Copa do Brasil Sub-17 (2019), campeão da Supercopa do Brasil Sub-17 (2019) e bicampeão paulista Sub-15 (2016 e 2017) pelo Verdão, entre outros títulos de menor expressão.

​Dentro de campo, o jovem se destaca na defesa pela velocidade e ótimo jogo aéreo. Além dos fundamentos, atleta também colecionou boas estatísticas na última edição da Copa do Mundo Sub-17. Ofensivamente, foram duas assistências. Já defensivamente, ninguém teve mais rebatidas do que o jovem palmeirense em todo o torneio – foram 34, segundo números da Opta Sports.

​Visto como um jogador de alto potencial dentro do clube, o contrato de Henri é válido até o final de 2025. Além disso, o Palmeiras tem 100% dos direitos econômicos do atleta.

Últimas