Campeão olímpico realiza 'Ironman' de casa em ação contra coronavírus

Alemão Jan Frodeno registrou o tempo de 8h33m39s em circuito com piscina contra-corrente, bicicleta e esteira, e arrecadou cerca de R$ 1,2 milhão para doar a instituições

Lance

Lance

Lance

Campeão olímpico em Pequim-2008 no triatlo e três vezes vencedor do Ironman (2015, 2016 e 2019), o alemão Jan Frodeno mostrou criatividade para se manter em forma e arrecadar recursos na luta contra o novo coronavírus. Neste sábado, ele fez uma simulação da tradicional prova dentro de sua casa e registrou o tempo de 8h33m39s.

O atleta anotou 3,8km em sua piscina contra-corrente, 180km de ciclismo em sua bicicleta, e correu o equivalente a uma maratona (42,2km) em sua esteira. O esforço rendeu 200 mil euros (cerca de R$ 1,12 milhão), que serão doados para instituições de saúde em Girona, na Espanha, onde ele mora, e para o Laureus Sport for Good.

- Foi, sem dúvidas, diferente e muito divertido. Estou realmente satisfeito por ter sido capaz de fazer isso acontecer, e pelo dinheiro arrecadado para uma causa tão importante. Nós estamos sujeitos a um bloqueio há quase quatro semanas e, agora, existe um acompanhamento rigoroso do cumprimento dessas regras, e com razão - afirmou Frodeno, que falou sobre a situação difícil que o país enfrenta, devido à pandemia da Covid-19.

- A situação aqui é realmente terrível. É por isso que eu fiquei treinando em casa. Mas quando vejo o que as pessoas nos hospitais estão fazendo por nós, este pequeno sacrifício é algo que faço de coração - completou.

Frodeno planeava disputar o Desafio Roth na Baviera, mas a prova foi cancelada por causa da pandemia, o que o levou a pensar em alternativas.

- A princípio, era realmente apenas uma ideia maluca. Eu pensei: 'Se não posso fazer a minha corrida, eu vou fazê-la em casa'. Então, pensamos mais sobre como e por que deveríamos fazer isso. Eu só queria atrair a atenção, a fim de arrecadar dinheiro.

Uma parcela das doações ajudará a Laureus Sport for Good na construção de um projeto para ajudar os jovens de sua cidade natal. O restante será dado a instituições de saúde locais em Girona.

- Eu tenho muito respeito e consideração pelos médicos, enfermeiros e ajudantes que estão arriscando-se a vencer esta coisa terrível - encerrou.