Campeão da Copa SP, Tiago é promovido ao time principal do Internacional

Zagueiro foi um dos pilares do Colorado e foi fundamental na decisão por pênaltis contra o Grêmio

Lance

Lance

Lance

O título da Copa São Paulo já está rendendo frutos para o zagueiro Tiago. Um dos pilares da conquista do Internacional, o atleta será promovido ao elenco principal do Colorado nesta temporada. Ele já treinará com a equipe a partir desta semana. O zagueiro mineiro, de 1,93m, tem 18 anos e chegou ao Inter em julho de 2019 vindo do Atlético-MG.

O Internacional conquistou no último fim de semana o título da Copa São Paulo diante do Grêmio nos pênaltis e sagrou-se campeão da maior competição de base do país. Tiago foi uma das principais peças da conquista. Com o título, o Colorado se igualou ao Fluminense como o segundo clube com mais conquistas no futebol brasileiro – Corinthians lidera com dez troféus. A última conquista gaúcha havia sido em 1998.

'É uma alegria imensa, só Deus sabe o quanto a gente trabalhou para aquele momento. Sabíamos que ia ser muito difícil, mas graças a Deus saímos campeões. Até agora a ficha ainda não caiu, todo dia eu paro e penso: ‘meu Deus somos campeões da Copinha’. Entramos para a história do clube ao trazer essa taça após 22 anos. É uma alegria imensa', disse ele, que emendou:

'Estávamos convictos que ia dar certo desde que começou a preparação para a Copinha. A comissão nos deu suporte em todo momento, e saímos coroados com o título. Contra o Corinthians vimos que daria certo e que ninguém ia tirar o nosso título'.

Tiago teve participação fundamental na conquista não apenas no setor defensivo. O zagueiro também foi autor de um dos gols do Internacional na campanha. Ele marcou diante do Confiança da Paraíba logo na estréia da competição – vitória por 3 a 0. Além de dois importantes pênaltis convertidos – na final diante do Grêmio e nas oitavas, contra o Red Bull.

'Meu irmão antes do primeiro jogo da Copinha me chamou para conversar e me disse que eu faria três gols. No primeiro jogo pude fazer o gol no tempo normal, mas depois acabei fazendo mais dois gols de pênalti, que também vale né?! (risos). Graças a Deus sai da competição com três gols. Eu sempre tive essa qualidade nos pênaltis, me vejo como um especialista, inclusive sou um dos batedores oficiais do nosso time. Na final tentei ficar o mais tranqüilo possível, graças a Deus pude ser feliz e converter em gol', completou.