Calderano estreia com vitória apertada no Aberto da Hungria

Número 7 do mundo venceu atleta de Hong Kong no individual, enquanto Eric Jouti e Vitor Ishiy superaram belgas nas oitavas do torneio de duplas

Lance

Lance

Lance

Sétimo colocado no ranking mundial, o brasileiro Hugo Calderano levou sufoco na partida de estreia no Aberto da Hungria de tênis de mesa. Nesta quinta-feira, pela fase de 32, ele tomou um susto, mas derrotou o honconguês Lam Siu Hang, por 4 a 3 (11/4, 11/8, 8/11, 7/11, 4/11, 11/8 e 11/5). O próximo desafio será nesta sexta-feira, contra o sueco Kristian Karlsson, às 14h (de Brasília), pelas oitavas de final.

Calderano começou o jogo de forma arrasadora, vencendo o primeiro set por 11 a 4. Ainda teve o controle no segundo, mas já sentiu os efeitos do saque do adversário, que começou a dificultar sua recepção.

A partir da terceira parcial, o brasileiro enfrentou dificuldades. Perdeu o set, chegou a equilibrar o confronto no seguinte, mas também saiu derrotado, e foi totalmente dominado no quinto.

Calderano buscou a reação no sexto set, quando passou a aproveitar cada erro de seu adversário e abriu 4 a 0 no placar. Mas Hang buscou o empate, obrigando o técnico Jean-René Mounié a pedir tempo. O confronto seguiu disputado até 8 a 8, quando o brasileiro foi decisivo nos momentos finais. No set desempate, ele não deu chances ao rival e garantiu a classificação.

O Brasil está bem perto de garantir uma medalha no torneio de duplas masculino. Vitor Ishiy e Eric Jouti venceram os belgas Martin Allegro e Florent Lambiet, por 3 a 0 (12/10, 11/9 e 11/8), nas oitavas de final do torneio.

Nas quartas, Ishiy e Jouti terão pela frente os alemães Benedikt Duda e Patrick Franziska, dois dos mais experientes jogadores de duplas do mundo, mas que não costumam atuar juntos. A partida está marcada para 7h10 desta sexta-feira (de Brasília).

Eric Jouti afirma que o entrosamento com Vitor Ishiy, que já garantiu inclusive alguns triunfos em torneios latino-americanos, faz a diferença em uma competição deste nível.

– Acho que o importante de jogar contra duplas fortes é conhecer bem os nossos adversários. Com o Vitor, temos uma boa sincronia, pois nos conhecemos bem e sabemos como o outro gosta de jogar. Sobre amanhã, vai ser duro, mas já mostramos que temos recursos para ganhar. Vamos dar nosso máximo contra eles e espero sair com a vitória – avisa Jouti.

As outras duas duplas com brasileiros se despediram nesta quinta-feira, ambas nas oitavas de final. Nas mistas, Vitor Ishiy e Bruna Takahashi perderam para os alemães Patrick Franziska e Petrissa Solja, por 3 a 1 (11/9, 8/11, 4/11 e 2/11). Na disputa feminina, a parceria da brasileira Caroline Kumahara e da norte-americana Lily Zhang perdeu para as tailandesas Orawan Paranang e Suthasini Sawettabut: 3 a 1 (12/14, 6/11, 11/9 e 10/12).