Lance Botafogo perde para Atlético-MG, que se garante na Libertadores 2019

Botafogo perde para Atlético-MG, que se garante na Libertadores 2019

Kieza desperdiçou chance sozinho e Glorioso viu cair invencibilidade de seis jogos; Galo bateu time recheado de reservas e alcançou meta da temporada

Atlético-MG x Botafogo

Lance

Lance

Lance

Já era de se esperar que o Botafogo com time misto tivesse dificuldades contra o Atlético-MG que precisava vencer para se garantir na Copa Libertadores. Mas o elenco do Glorioso deu trabalho e quase empatou nos acréscimos do segundo tempo, com Kieza. A partida terminou mesmo com derrota da Estrela Solitária por 1 a 0 para o Galo, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), na noite deste sábado (1º).

No último jogo do ano, os comandados de Zé Ricardo viram ruir a invencibilidade de seis jogos. Com o resultado, os brasileiros definidos na Libertadores são: Palmeiras, Flamengo, Internacional (esses garantidos na fase de grupos), Grêmio, São Paulo, além do Atlético-MG (esses ainda precisam passar pela primeira fase). O Atlético-PR ainda tem a chance de conquistar a vaga pela Sul-Americana.

Classificação e jogos do Brasileirão

Blitz
A necessidade do time mandante era maior, então a volúpia inicial também foi. Aos três minutos, uma verdadeira blitz foi mantada na área defendida por Gatito Fernández. Foram três finalizações seguidas. Numa delas, Yuri precisou salvar em cima da linha.

Estava anunciado
O cabeceio com perigo de Ricardo Oliveira após escanteio cobrado por Cazares, aos nove minutos, foi o presságio. Aos 18, Emerson tabelou com Luan, ganhou na corrida de Rodrigo Pimpão e Bochecha e cruzou rasteiro para Cazares. O equatoriano se deslocou e apareceu sozinho para abrir o placar.

Dificuldades dos visitantes
O setor ofensivo do Botafogo era todo reserva, e só foi começar a se entrosar na reta final da primeira etapa. Mesmo assim, foi o Galo quem continuou tendo melhores chances. Ricardo Oliveira e Luan (duas vezes) incomodaram.

O quase
Se o Botafogo parecia pouco capaz de empatar a partida no primeiro tempo, a impressão mudou logo no início da segunda etapa. Num contra-ataque de dois atacantes contra um marcador, esse um era Maidana, que se recuperou e travou a finalização de Kieza. Quase o Glorioso iguala o marcador!

O absurdo
O tempo ia passando e o Galo, mesmo vencendo, ficava nervoso porque, à essa altura, o Atlético-PR vencia o Flamengo. Mais leve, o Glorioso avançava. Nos acréscimos, o lance definitivo: Pimpão cruzou da direita e Kieza, livre, da risca da pequena área, cabeceou para fora. Era o que faltava para o apito final.

ATLÉTICO-MG 1 X 0 BOTAFOGO

Estádio: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 1/12/2018 - 19h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC/Fifa) e Neuza Ines Back (SC/Fifa)
Público/Renda: 22.365 presentes / R$313.452,00
Cartões amarelos: Victor, Emerson, Leonardo Silva, Elias (CAM); Matheus Fernandes, Rodrigo Pimpão e Yuri (BOT)

GOL: Cazares, 18'/1ºT

ATLÉTICO-MG: Victor, Emerson, Leonardo Silva (Gabriel, 10'/2ºT), Maidana e Fábio Santos; Elias (José, Welison, 28'/2ºT) e Adilson; Luan, Cazares e Chará; Ricardo Oliveira (David Terans, 34'/2ºT) - Técnico: Levir Culpi.

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Matheus Fernandes, Bochecha (João Paulo, 25'/2ºT) e Marcos Vinícius (Leandrinho, 15'/2ºT); Yuri (Ezequiel, 15'/2ºT), Kieza e Rodrigo Pimpão - Técnico: Zé Ricardo.

Líderes, Juventus e City ampliam vantagens na Itália e na Inglaterra