Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Bia Maia sonha com momento de transformação do tênis feminino

Tenista comenta sobre duelo da Billie Jean King Cup

Lance|

Lance
Lance Lance

Beatriz Haddad Maia, número 14 do mundo, concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira e comentou sobre seu sonho de inspirar e transformar o tênis feminino brasileiro.

"Cada um tem uma responsabilidade dentro da sua área, seja um treinador, seja jogador, imprensa ou patrocinador. Cada um tem sua responsabilidade de fazer o seu melhor em prol do tênis. Eu estou tentando fazer a minha, vocês (imprensa) divulgar da forma de vocês e treinadores da forma deles. Se um puxar o outro pra cima, acho que esse momento pode mudar. É muito difícil, sabemos que precisamos melhorar em algumas coisas, faz parte do processo, mas acredito que tudo nasce daquilo que entregamos e plantamos todos os dias. É muito difícil poder dizer pois tudo é muito incerto na vida de um tenista. Tudo que tiver no meu controle da minha parte, que puder retribuir e ajudar gostaria de fazer parte disso. Gostaria muito que fosse um momento de transformação do tênis feminino que é um sonho para mim", disse a brasileira durante evento de apresentação do novo time da Rede Tênis Brasil.

Bia comentou da boa geração dela com Luisa Stefani, Laura Pigossi, Carol Meligeni, Ingrid Martins entre outras atletas e sobre o duelo contra a Alemanha que pode levar o Brasil para as finais da Billie Jean King Cup. O confronto é no saibro de Stuttgart, na Alemanha, nos dias 14 e 15.

"A importância é de fato as meninas, as jovens e todas as pessoas que acreditam no sonho, os treinadores...verem que é possível. Se hoje temos quatro, cinco meninas é porque esse caminho é possível e pode estar abrindo portas para futuras gerações. É mérito nosso de todo um trabalho, cada um com sua equipe. Tênis é muito duro, especialmente pras que estão indo pra BJK Cup, acabo tendo um contato maior, cada uma tem sua história, passaram por dificuldades. Sabemos que trabalhamos duro para estar ali. Não é muito comum a gente jogar por equipe, não estamos acostumadas, mas é um momento de trocar experiência, aprender uma com a outra para deixar tudo ali pra gente sair com os pontos. Eu sinto o Brasil preparado , confiante pra gente ter uma semana boa. Não dá para falar sobre o resultado, mas preparadas estaremos".

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.