Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Bia Haddad Maia luta, mas fica com o vice de duplas em Indian Wells

Campeãs olímpicas e donas de sete títulos de Grand Slam, Krejcikova e Siniakova chegaram a seu 15º título juntas.

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

A paulistana Beatriz Haddad Maia, 23ª do mundo nas duplas, lutou ao lado da parceria Laura Siegmund, da Alemanha, mas acabou ficando com o vice-campeonato em Indian Wells após jogão contra as principais favoritas, as tchecas Barbaora Krejcikova e Katerina Siniakova.

+ Fique por dentro das principais notícias no mundo do tênis

Krejcikova e Siniakova precisaram de 1h59 para vencer por 2 sets a 1 (6/1, 6/7 (7-3) e 10/7). A dupla tcheca venceu 70% dos pontos jogados com seu primeiro serviço contra 53% da dupla rival, que cometeu duas duplas-faltas contra seis das tchecas, numa partida sem aces.

A partida foi marcada por um primeiro set muito nervoso dupla brasileira e alemã, que cometeu nove erros não forçados e teve muita dificuldade na devolução dos saques centralizados de Siniakova. Entrosadas e muito bem no saque, as tchecas pressionaram buscando o jogo de linha de base e trabalhos junto à rede. Assim abriram 4/0, com quebras nos 1º e 3º games. Administrando, fecharam a parcial numa quebra de zero.

Publicidade

Na segunda etapa, Bia e Siegmund seguiram pressionadas, mas conseguiram encaixa melhor seus games de serviço. A brasileira e a alemã pressionaram o segundo serviço de Siniakova e conquistaram a primeira quebra no 7º game. As duplas seguiram aproveitando baixas individuais e trocaram quebras entre o 7º e 10º game. A disputa seguiu muito parelha, e Siegmund precisou sacar para permanecer na partida. Assim, com Bia Maia firme junto à rede, a dupla salvou dois match-points e levou a disputa para o tiebreak.

Nele, Bia e Siegmund contaram com erro de Siniakova com backhand para chegar a mini-quebra, abrir 3/1 e trocaram mini-quebras nos 7º e 8º pontos. A parcial acabou definida no 9º ponto, com Siegmund jogando muito bem na rede, o que deu a brasileira a oportunidade de sacar para o jogo.

No match-tiebreak, as duplas seguiram se pressionando. Siniakova trabalhou bem na devolução para mini-queba no 6º ponto. O jogo seguiu parelho, com as duplas trocando mini-quebras. Firmes na devolução, as tchecas abriram 8-5 e foram pressionando, até fechar com nova mini-quebra em belíssima devolução de Kejcikova.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.