Lance Bia Haddad faz reflexão sobre derrota e diz que foi 'domada pela emoção'

Bia Haddad faz reflexão sobre derrota e diz que foi 'domada pela emoção'

Brasileira afirmou que existem 'duas Bias' e acabou sendo dominada por aquela que lhe traz muitas emoções

Lance
  • Lance | por Lance

Lance

Lance

Lance

Em entrevista ao portal TenisBrasil concedida direto de Melbourne, na Austrália, Beatriz Haddad Maia disse que foi "domada pela emoção" na derrota na terceira rodada do Australian Open para a russa Maria Timofeeva, 170ª colocada. Ela caiu por 7/6 (9/7) 6/3 em pouco mais de duas horas.

- Tive um jogo bem abaixo do que eu gostaria, especialmente no mental. Estou insatisfeita com o meu trabalho. Foi um jogo bem emotivo, onde ainda existem ‘duas Bias’, e que a Bia mais emocional apareceu e não lidou bem com os momentos do jogo. Não fui agressiva e também não fui sólida. Errei bastante. Isso não condiz com meu sonho e meus objetivos - afirmou

A tenista continuou refletindo sobre sua derrota:

- Ao longo do ano passado, especialmente nas semanas em que eu tive muito sucesso, eu aprendi que uma Bia não pode existir. Que é uma Bia que joga com o coração na boca e fica muito emotiva. Eu acabei sendo domada por isso. Mas não desmereço o mérito da minha adversária. É preciso ter coragem para ganhar o jogo.

Bia segue na chave de duplas do torneio ao lado da sua parceira, a norte-americana Taylor Townsend, com quem foi campeã no WTA 500 de Adelaide. Na madrugada deste sábado (20), a parceria superou Blinkova/Sasnovich em 7/6(2) 6/4 para avançar às oitavas de final, onde enfrentará Bucsa/Panova.

- Vou caprichar nas duplas e tentar fazer o melhor torneio possível para sair com uma boa sensação daqui de Melbourne. Duplas me ajudam muito em muitos momentos da minha carreira e me mantêm competitiva e trabalhando bem sob pressão - finalizou.

Últimas