Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

ATUAÇÕES: Abaixo da crítica, Santos faz jogo sonolento e não sai do zero diante do Coritiba

Lance

Lance|Do R7


Coritiba e Santos empataram em 0 a 0 no Couto Pereira na tarde deste sábado (10), pela 10ª rodada do Brasileirão. O jogo foi sonolento e marcado pela desorganização generalizada do Santos no primeiro tempo, quando o Coritiba teve maior controle do jogo. Ninguém se salvou na péssima atuação do Alvinegro. Veja as notas do Lance!.
Divulgação / Brasileirão
João Paulo - Nota: 4,0 / Errou passes, cobrança de tiro de meta e cedeu escanteios desnecessários para o Coritiba. Sua atuação deixou o torcedor santista de cabeço em pé.
João Paulo - Nota: 4,0 / Errou passes, cobrança de tiro de meta e cedeu escanteios desnecessários para o Coritiba. Sua atuação deixou o torcedor santista de cabeço em pé.
Nathan - Nota: 4,0 / Sofreu para marcar Marcelino Moreno pelo lado direito da defesa. Nervoso, também errou uma série de passes na saída de bola.
Nathan - Nota: 4,0 / Sofreu para marcar Marcelino Moreno pelo lado direito da defesa. Nervoso, também errou uma série de passes na saída de bola.
Joaquim - Nota: 5,0 / Foi o defensor mais seguro no jogo, o que não significa muita coisa. Precisou salvar Gabriel Inocêncio inúmeras vezes das infiltrações de Robson.
Joaquim - Nota: 5,0 / Foi o defensor mais seguro no jogo, o que não significa muita coisa. Precisou salvar Gabriel Inocêncio inúmeras vezes das infiltrações de Robson.
Messias - Nota: 4,0 / Sofreu com as infiltrações e jogadas individuais de Marcelino Moreno. Lento e mal posicionado na maioria dos lances.
Messias - Nota: 4,0 / Sofreu com as infiltrações e jogadas individuais de Marcelino Moreno. Lento e mal posicionado na maioria dos lances.
Gabriel Inocêncio - Nota: 4,5 / Um pouco menos perdido que Nathan, mas também sofreu com o posicionamento dos atacantes do Coritiba, especialmente Robson e Alef Manga.
Gabriel Inocêncio - Nota: 4,5 / Um pouco menos perdido que Nathan, mas também sofreu com o posicionamento dos atacantes do Coritiba, especialmente Robson e Alef Manga.
Alison - Nota: 5,0 / Errou passes bobos e ficou perdido na marcação. Assim como os laterais, foi engolido pelo posicionamento de Marcelino Moreno e Robson nos espaços vazios.
Alison - Nota: 5,0 / Errou passes bobos e ficou perdido na marcação. Assim como os laterais, foi engolido pelo posicionamento de Marcelino Moreno e Robson nos espaços vazios.
Dodi - Nota: 6,0 / Jogou 'sozinho' no meio-campo, mas nada que pudesse fazer a diferença a favor de sua equipe.
Dodi - Nota: 6,0 / Jogou 'sozinho' no meio-campo, mas nada que pudesse fazer a diferença a favor de sua equipe.
Lucas Lima - Nota: 5,0 / Só apareceu no jogo quando foi focalizado pela câmera da transmissão. Precisa participar mais do jogo.
Lucas Lima - Nota: 5,0 / Só apareceu no jogo quando foi focalizado pela câmera da transmissão. Precisa participar mais do jogo.
Mendoza - Nota: 6,0 / Correu bastante, puxou um bom contra-ataque no segundo tempo (chance desperdiçada por Mezenga). Insuficiente para melhorar o nível de jogo da equipe.
Mendoza - Nota: 6,0 / Correu bastante, puxou um bom contra-ataque no segundo tempo (chance desperdiçada por Mezenga). Insuficiente para melhorar o nível de jogo da equipe.
Marcos Leonardo - Nota: 5,5 / Sumido do jogo, foi engolido pela marcação dos três zagueiros do Coritiba. Ficou devendo.
Marcos Leonardo - Nota: 5,5 / Sumido do jogo, foi engolido pela marcação dos três zagueiros do Coritiba. Ficou devendo.
Soteldo - Nota: 6,0 / Melhorou quando inverteu de lado e foi jogar pelo lado direito do campo. Criou uma boa jogada em contra-ataque no segundo tempo, mas errou a finalização. Nada mais que isso.
Soteldo - Nota: 6,0 / Melhorou quando inverteu de lado e foi jogar pelo lado direito do campo. Criou uma boa jogada em contra-ataque no segundo tempo, mas errou a finalização. Nada mais que isso.
João Lucas - Nota: 6,0 / Com o time mais organizado, chegou bem ao ataque e cruzou algumas bolas perigosas na área do Coritiba.
João Lucas - Nota: 6,0 / Com o time mais organizado, chegou bem ao ataque e cruzou algumas bolas perigosas na área do Coritiba.
Camacho - Nota: 4,0 / Melhorou o time com sua qualidade de passe. Rodou a bola de um lado para o outro e trouxe tranquilidade ao Santos na partida. Poderia ganhar uma nota mais alta, se não fosse expulso de maneira infantil pelo segundo cartão amarelo.
Camacho - Nota: 4,0 / Melhorou o time com sua qualidade de passe. Rodou a bola de um lado para o outro e trouxe tranquilidade ao Santos na partida. Poderia ganhar uma nota mais alta, se não fosse expulso de maneira infantil pelo segundo cartão amarelo.
Ângelo - Sem nota / Entrou aos 38 do segundo tempo e pouco fez na partida. Fica sem nota.
Ângelo - Sem nota / Entrou aos 38 do segundo tempo e pouco fez na partida. Fica sem nota.
Bruno Mezenga - Sem nota / Entrou junto com Ângelo e também fica sem nota.
Bruno Mezenga - Sem nota / Entrou junto com Ângelo e também fica sem nota.
Rodrigo Fernández - Sem nota / Entrou apenas para recompor o meio-campo após a expulsão de Camacho.
Rodrigo Fernández - Sem nota / Entrou apenas para recompor o meio-campo após a expulsão de Camacho.
Odair Hellmann - Nota: 5,0 / O primeiro tempo de seu time foi pavoroso; o segundo foi mais equilibrado, mas ainda insuficiente. É difícil encontrar algum padrão em sua equipe. Mais um jogo sofrível para o torcedor.
Odair Hellmann - Nota: 5,0 / O primeiro tempo de seu time foi pavoroso; o segundo foi mais equilibrado, mas ainda insuficiente. É difícil encontrar algum padrão em sua equipe. Mais um jogo sofrível para o torcedor.
Coritiba: SOBE - Marcelino Moreno: incomodou a defesa do Santos com sua velocidade e dribles. O melhor do Coritiba. / DESCE - Antônio Carlos Zago: inexplicável a troca do treinador, tirando Marcelino para a entrada de Zé Roberto. No segundo tempo, viu o ritmo do seu time cair e cedeu muito espaço para o Santos.
Coritiba: SOBE - Marcelino Moreno: incomodou a defesa do Santos com sua velocidade e dribles. O melhor do Coritiba. / DESCE - Antônio Carlos Zago: inexplicável a troca do treinador, tirando Marcelino para a entrada de Zé Roberto. No segundo tempo, viu o ritmo do seu time cair e cedeu muito espaço para o Santos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.