Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Atlético-MG receberá bolada da FIFA por ceder jogadores a Seleções da Copa

Equatoriano e uruguaio passaram pelo clube entre 2020 e 2022

Lance

Lance|Do R7


Lance
(Foto: Pedro Souza/Atlético-MG)

Nesta quinta-feira (13), a FIFA anunciou que vai pagar US$ 209 milhões, equivalente a R$ 1 bilhão aos clubes que cederam jogadores para a Copa do Mundo do Catar, disputada no fim do ano passado. No Brasil, um total de seis clubes serão beneficiados: Atlético-MG, Palmeiras, Flamengo, São Paulo, Santos e Athletico-PR.

Ao Galo, a entidade pagará US$ 129.580 (cerca de R$ 630 mil), mesmo o clube não tendo cedido nenhum atleta às seleções da Copa, porque o pagamento também será feito de acordo com os clubes que os jogadores defenderam desde a temporada 2020/21. Dessa maneira, o alvinegro receberá porque Alan Franco (Equador) e Diego Godín (Uruguai) foram solicitados por seus respectivos países, além de ambos passarem pela Cidade do Galo entre 2020 e 2022.

Além do Atlético-MG, o Flamengo será o time brasilero que receberá o maior valor: US$ 883 335 (R$ 4,2 milhões). O rubro-negro carioca é seguido pelo Palmeiras (US$ 368.664/R$ 1,7 milhão), São Paulo (US$ 309.349/R$ 1,5 milhão), Athletico-PR (US$ 91.253/R$ 440 mil) e Santos (US$ 15.513/R$ 72,5 mil).

Na América do Sul como um todo, a Argentina é a primeira colocada na soma do valor a ser recebido, embolsando US$ 2.118.909 (R$ 10,2 milhões). Em seguida, vem o Brasil, que somou US$ 1.797.696 (R$ 8,6 milhões). Em suma, o clube argentino River Plate foi o time do continente sul-americano que liderou a lista, com US$ 1 204.547 (R$ 5,8 milhões), deixando o Flamengo em segundo em relação a bolada recebida.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.