Atacante relembra conquista do Paulistão 2014 pelo Ituano

Claudinho, que estava no Mirassol até abril, falou sobre os bastidores da campanha vitoriosa da equipe, que venceu o Santos nos pênaltis no Estádio do Pacaembu

Lance

Lance

Lance

Os principais campeonatos estaduais do Brasil têm como favoritos, em sua maioria, os grandes times. Desde 2005, este enredo do Paulistão só foi alterado apenas uma vez, com o troféu conquistado pelo Ituano sobre o Santos em 2017, após uma grande campanha do time do interior.

Claudio Pereira da Silva, conhecido como Claudinho, foi um dos atacantes daquele time que marcou história. O atleta estava no Mirassol até o começo desta pandemia. Agora, ele relembra como foi aquela campanha vitoriosa do Galo de Itu.

- Foi um dos melhores que já trabalhei. Por não termos estrelas, o time era muito unido e aplicado. Lembro que não importava quem jogava, todos nos sentíamos parte daquilo, e com o trabalho do professor Doriva isso passava para o campo – lembrou.

O atacante era um dos jogadores de confiança do técnico Doriva naquela conquista. O jogador, que hoje avalia algumas propostas de outros clubes do Brasil, participou das quartas-de-final contra o Botafogo, da semifinal contra o Palmeiras e entrou no jogo de ida da final contra a equipe do Santos.

- Para mim foi muito especial fazer parte daquele bicampeonato histórico para a cidade de Itu. Foi ótimo ter participado de tantos jogos decisivos. Acredito que foi graças a isso que estou construindo uma boa carreira. Sou muito grato ao Ituano por acreditarem em mim – comentou.

Após a passagem vitoriosa pelo Ituano, Claudinho passou por Joinville, Guarani, Paysandu e Mirassol.