Lance Após ser inocentado da acusação de agressão à ex-mulher, Dudu desabafa: 'Foi cruel e dolorido'

Após ser inocentado da acusação de agressão à ex-mulher, Dudu desabafa: 'Foi cruel e dolorido'

Atacante escreveu um grande texto em rede social se pronunciando sobre o momento vivido durante o inquérito do caso

Lance
Lance

Lance

Lance

Após ser inocentado em inquérito de acusação de agressão à ex-mulher, Dudu usou seu perfil em uma rede social para desabafar sobre o que ele viveu durante o caso. O atacante disse que os últimos meses foram uns dos mais difíceis de sua vida e que o linchamento público recebido foi cruel e doloroso para ele. Porém, o jogador destacou que, no fim, a verdade prevaleceu.


>> Veja a classificação do Campeonato Brasileiro


- O linchamento público foi cruel e dolorido, mas nunca me dei por vencido. Para continuar firme, me apeguei ao amor aos meus filhos e recebi muita força das pessoas que ficaram ao meu lado. E também devo dizer que sempre acreditei na justiça - disse o jogador nesta tarde em seu perfil no Instagram.

Dudu ressaltou que contribuiu com o trabalho da Polícia, citou que as imagens, testemunhas e depoimentos sempre corroboraram com sua versão e agradeceu o apoio de todos.

- Por todo esse tempo, me mantive longe do debate público e colaborei com o trabalho da polícia. Jamais fui intimado a nada. Sabendo da minha inocência, da qual nunca tive dúvida, me apresentei, espontaneamente, à delegada, dei meus depoimentos de peito aberto e até entreguei o meu telefone celular para a averiguação da perícia, sem qualquer restrição de acesso pelos profissionais. Ao longo da investigação, os testemunhos, imagens e provas sempre corroboraram com a minha versão - confidenciou.

- Agradeço aos que têm me enviado mensagens por todo esse tempo. O apoio de vocês me ajudou a encontrar forças nas horas que precisei. Mais uma vez, obrigado a cada um de vocês. Um grande abraço e seguimos firmes - concluiu.

O inquérito leva em consideração as imagens de câmeras de circuito interno do estacionamento que flagrou o encontro entre o jogador e Mallu Ohanna e depoimentos de testemunhas do fato, que aconteceu em junho de 2020. Em novembro do mesmo ano, o Instituto de Criminalista de São Paulo já havia emitido um laudo que dava parecer favorável a versão de Dudu. O documento afirma ainda que foi a ex-esposa quem agrediu o jogador de futebol.


Com esse parecer, o Ministério Público pode avançar com o caso ou devolver para a Polícia. Mallu ainda pode ser indiciada por "denunciação caluniosa e falso testemunho".

Veja abaixo o desabafo completo de Dudu em seu perfil no Instagram:

"Boa tarde, pessoal. Nos últimos meses, passei por um momento bem pesado. Posso dizer que foi um dos mais difíceis da minha vida. Somente as pessoas próximas a mim sabem como foi duro ser acusado por algo que jamais faria, mas, graças a Deus, chegou ao fim de uma maneira que não me causa nenhuma surpresa. A verdade prevaleceu e, como sempre disse, sou inocente.

O linchamento público foi cruel e dolorido, mas nunca me dei por vencido. Para continuar firme, me apeguei ao amor aos meus filhos e recebi muita força das pessoas que ficaram ao meu lado. E também devo dizer que sempre acreditei na justiça.

Por todo esse tempo, me mantive longe do debate público e colaborei com o trabalho da polícia. Jamais fui intimado a nada. Sabendo da minha inocência, da qual nunca tive dúvida, me apresentei, espontaneamente, à delegada, dei meus depoimentos de peito aberto e até entreguei o meu telefone celular para a averiguação da perícia, sem qualquer restrição de acesso pelos profissionais. Ao longo da investigação, os testemunhos, imagens e provas sempre corroboraram com a minha versão. Agora, graças a Deus, não é mais apenas a minha parte da história, é a verdade dos fatos, é o resultado de uma investigação detalhada e demorada, realizada de maneira isenta e minuciosa pela polícia.

Sempre cumpri com todas minhas obrigações como pai, profissional e cidadão. Por mais que busquem minha exposição e o constrangimento público, jamais temerei a justiça, pois ela sempre prevalecerá.

Foi duro, doloroso, mas agora é passado. Quero olhar para frente, seguir em paz ao lado das pessoas que eu amo e fazer o que mais gosto, que é jogar futebol.

Agradeço aos que têm me enviado mensagens por todo esse tempo. O apoio de vocês me ajudou a encontrar forças nas horas que precisei.

Mais uma vez, obrigado a cada um de vocês. Um grande abraço e seguimos firmes.".

Últimas