Lance Após reunião com clubes, Prefeitura de BH volta a liberar a presença de público nos estádios

Após reunião com clubes, Prefeitura de BH volta a liberar a presença de público nos estádios

As regras seguem as mesmas, com limitação de 30% da capacidade das arenas pare receber público nos jogos de Cruzeiro, Atlético-MG e América-MG

Lance
Lance

Lance

Lance

O público poderá ver seus times nos estádios de Belo Horizonte. A prefeitura da capital mineira se reuniu com representantes dos clubes, da polícia e torcidas organizadas nesta quinta-feira, 9 de setembro, para decidir sobre o veto ou a abertura das arenas esportivas com torcedores.

Ficou decidido que o público poderá voltar aos estádios, mantendo as regras sanitárias e ainda com apenas 30% da capacidade de cada arena de BH. O anúncio foi feito pelo prefeito Alexandre Kalil.

Estiveram no encontro Sérgio Coelho, presidente do Atlético-MG, Sérgio Santos Rodrigues, mandatário do Cruzeiro, e Euler de Araújo, representando o América-MG. Também foi ao encontro Samuel Lloyd, representante da Minas Arena, gestora do Mineirão.

No anúncio feito pela PBH, a reabertura dos estádios terá novos protocolos de segurança, mais rígidos, com ações usadas em eventos como a Copa do Mundo e Copa América, como cercar as ruas no entorno do estádio para que só torcedores com ingresso possam ter acesso aos jogos.

Houve uma novidade neste novo retorno de público. A venda de bebidas alcoólicas dentro dos estádios será autorizada, para evitar aglomerações no entorno antes dos jogos. Outra medida será o fechamento dos portões uma hora antes dos jogos.

-Não vou falar todos os protocolos agora, estou falando o grosso. Nós vamos fechar o entorno, vamos colocar o preço acessível da cerveja lá dentro. Porque, qual é o raciocínio? Se há o teste, se está obrigado, quem entrou, está testado. Então, você já diminui muito o risco e não aglomera lá fora-disse Kalil, que prosseguiu:

- Nós estamos tentando aprimorar, tentando chegar com muita humildade num denominador que ninguém pode ter culpa. Nós estamos tentando, todo mundo remando para o mesmo lado - completou.

O primeiro jogo com torcida tendo as novas regras será em 28 de setembro, quando o Atlético-MG receberá o Palmeiras pelo jogo de volta das semifinais da Libertadores.

Os jogos da Copa do Brasil, contra o Fluminense, e do Brasileirão no mês de setembro, não terão a presença de público pelo acordo selado entre o Galo e outros 19 times da Série A do campeonato, que irão retomar as partidas com torcida em outubro.

A liberação da PBH é válida para os estádios Mineirão e Independência, o que permite que América-MG e Cruzeiro também façam seus jogos na capital.

Todavia, a Raposa vai mandar os dois próximos jogos pela Série B do Brasileiro em Sete Lagoas, contra Ponte Preta e Operário-PR. Somente depois desses confrontos que o clube irá avaliar se voltará ou não a mandar seus jogos no Mineirão.


O público estava vetado nos estádios desde o início da pandemia. Mas, houve uma flexibilização em agosto, com eventos-testes, porém com resultados ruins. Após a forma pouco comportada das torcidas de Atlético-MG e Cruzeiro nos seus primeiros jogos com o retorno de público, diante de River Plate-ARG, quarta-feira, 18 de agosto, e Confiança, sexta-feira, 20, pela Libertadores e Série B respectivamente, a Prefeitura de Belo Horizonte decidiu proibir novamente a presença se público nos estádios. Desde então, houve diversos debates sobre a liberação até a nova abertura, anunciada pelo executivo municipal nesta quinta-feira, 9.

Últimas