Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Após chamar torcida do Cruzeiro para final do estadual, diretor da Minas Arena pede desculpas

Samuel Lloyd colocou ainda mais lenha na fogueira na relação entre a administradora do Mineirão e o clube celeste

Lance|

Lance
Lance Lance

Depois de provocar a ira da torcida do Cruzeiro ao convidar todos que estavam presentes na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, na tarde dessa terça-feira (4/4, à final do Campeonato Mineiro entre Atlético-MG e América-MG no próximo domingo (9/4), o diretor da Minas Arena, Samuel Lloyd, se desculpou com a china azul após a repercussão negativa da declaração. O comentário foi realizado durante audiência pública que discute a situação do estádio na casa legislativa.

Na ocasião, Lloyd estava falando sobre os investimentos da Minas Arena na iluminação do Mineirão, quando foi interrompido por torcedores do Cruzeiro que acompanhavam a sessão na ALMG. Ironicamente, o diretor da administradora do estádio fez o convite que colocou ainda mais lenha na fogueira na relação entre as partes.

- Convido a todos para a final do Campeonato Mineiro. Convido a todos para a final do Campeonato Mineiro, que está marcada, e eu tenho certeza que será um grande espetáculo – disse o diretor da Minas Arena na ALMG.

Por meio da assessoria de imprensa, Samuel Lloyd, disse que o comentário não foi endereçado aos cruzeirenses que estavam no plenário da casa legislativa, mas a todos que acompanhavam a sessão que foi transmitida ao vivo pela ALMG.

Publicidade

- O convite foi uma resposta aos que, ali presentes, afirmavam que não tinha mais futebol no Mineirão. Lloyd informava o mais recente investimento de mais de R$ 3 milhões em modernização da iluminação esportiva tecnologia LED do estádio – informou.

- O diretor lembra ainda que apesar de contar com maioria cruzeirense no auditório, o evento era transmitido ao vivo e que, portanto, o alcance da mensagem também chegaria a atleticanos e americanos que se sentiriam convidados para a final do campeonato regional – completou.

Publicidade

A relação entre Cruzeiro e Minas Arena é conturbada desde o início da gestão Ronaldo, que resolveu romper com a concessionária este ano, indo jogar no Independência pelo restante do ano. Nos últimos dias, o empresário Pedro Lourenço se reuniu com representantes da concessionária para intermediar uma aproximação. As partes fizeram propostas, mas um acordo ainda parece distante.

O Cruzeiro também sinalizou ao Governo de Minas Gerais a intenção de disputar o jogo de volta da 3ª fase da Copa do Brasil diante do Náutico no maior palco do futebol em Minas Gerais.

Publicidade

Polêmica com diretor comercial da Minas Arena não é a primeira

Em junho do ano passado, Samuel Lloyd também polemizou ao repercutir uma reunião entre o dono da SAF do Cruzeiro, Ronaldo Nazário, com o Governador de Minas Gerais, Romeu Zema. Em postagem em suas redes sociais, Lloyd disse que o executivo celeste não estava na Venezuela – país que passa por grave crise humanitária e migratória nos últimos anos.

- Querido Ronaldo Fenômeno, se quiser falar sobre administração do Mineirão precisa marcar comigo e não com o Romeu Zema. Nós estamos no Brasil e não na Venezuela. Esse país que eu amo respeita as leis, licitações e contratos. Até 2037, pelo menos, essa gestão é da Minas Arena, empresa que represento com muito orgulho e dedicação e é referência em gestão de estádio no Brasil - afirmou na ocasião.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.