Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Apesar de desabafo, Palmeiras não teme perder Abel Ferreira por causa de arbitragem

Técnico do Verdão chegou a dizer que episódios com os árbitros acabam tirando sua vontade de continuar trabalhando por aqui

Lance|

Lance
Lance Lance

O Palmeiras iniciou a disputa do Brasileirão no último sábado, quando venceu o Cuiabá por 2 a 1, no Allianz Parque. O cenário poderia ter sido perfeito, se não fosse a expulsão de Abel Ferreira por reclamação. O fato gerou uma série de desdobramentos, incluindo uma fala do treinador sobre permanecer no clube. O desabafo, porém, não é algo que preocupe o Verdão neste momento.

> Veja tabela e classificação do Brasileirão-2023 clicando aqui

Abel foi expulso com vermelho direto no fim do primeiro tempo, depois de já ter um amarelo por reclamação. Na súmula, o árbitro Paulo César Zanovelli relatou que a expulsão se deu após o técnico falar "que arbitragem de m****". Algo que a comissão portuguesa nega que tenha falado.

- O fiscal de linha (auxiliar) me chamou em espanhol. Eu sou português, de Portugal, falo a mesma língua. O que me mata é chegar em casa e ter a minha mulher, as minhas filhas, porque estou fazendo um esforço enorme para melhorar. Isso tira a vontade de ser treinador e continuar aqui - desabafou Abel em entrevista coletiva após a partida.

Publicidade

Muitos palmeirenses se mostraram preocupados com esse desabafo, pois temeram perder o técnico e ídolo do clube num futuro próximo. O LANCE! foi atrás de fontes para entender o que realmente tem por trás desse depoimento de Abel. De fato, o português se mostra muito decepcionado com o trabalho de alguns árbitros do futebol brasileiro, algo que ele relata de forma constante dentro do clube e em suas entrevistas coletivas desde que chegou ao Brasil.

> Abel não entende expulsão na vitória do Palmeiras e desabafa: 'Tira a vontade de continuar aqui'

Publicidade

No entanto, o Palmeiras não teme que isso seja um fator determinante para saída de Abel Ferreira. Embora o clube entenda que o treinador esteja chateado com o assunto, a fala foi considerada com um desabafo em meio a um sentimento de inconformismo, não como um aviso ou uma ameaça.

Abel Ferreira e Leila Pereira - Comemoração Paulistão-2023
Abel Ferreira e Leila Pereira - Comemoração Paulistão-2023 Abel Ferreira e Leila Pereira - Comemoração Paulistão-2023

Palmeiras não teme perder Abel por arbitragem (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Publicidade

Quem está mais envolvido com Abel Ferreira e sua comissão técnica também não acredita que isso seja um motivo para deixar o Brasil. Assim como o Palmeiras, as fontes mais próximas do treinador veem a fala da coletiva como um desabafo e não como um contexto de possível despedida. O português está engajado no projeto palmeirense e precisaria de mais motivos para o "adeus".

> Leila Pereira evita puxões de orelha em Abel por expulsões pelo Palmeiras

Enquanto os acontecimentos do último sábado seguem repercutindo, o Verdão se prepara para enfrentar o Cerro Porteño-PAR na próxima quinta-feira, às 21h, no Morumbi, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. O elenco comandado por Abel Ferreira treina na manhã desta terça.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.