Lance Aos 14 anos, Maria Gilli é vice-campeã em Xangri-Lá (RS) e marca primeiros pontos no ranking mundial de Beach Tennis

Aos 14 anos, Maria Gilli é vice-campeã em Xangri-Lá (RS) e marca primeiros pontos no ranking mundial de Beach Tennis

Atleta natural de Itatiba (SP) jogou ao lado de Milena Barreto; Fabrício Neis saiu com o título no masculino

Lance
Lance

Lance

Lance

Destaque nacional no circuito juvenil até 14 anos em 2023, Maria Gilli conquistou, na quarta-feira (10), seus primeiros pontos no ranking mundial de Beach Tennis da ITF (Federação Internacional de Tênis) ao se sagrar vice-campeã no BT 10 de Xangri-Lá (RS).

A jovem de Itatiba (SP), que completa 15 anos em março, e a parceira Milena Barreto venceram três partidas, entre elas as duplas cabeças de chave 1 formada por Giovanna Pedrini e Daniela de Abreu, por 1/6 7/6 (7/2) 10/5. Na decisão acabaram superadas por Fernanda Firmo e Patrícia Vargas por 6/4 6/2.

- Meu primeiro ITF tinha a pretensão de apenas um ponto, talvez no máximo três. Tinham duplas mais experientes. Estou muito feliz em ficar Vice-Campeã - disse a atleta, que marcará oito pontos na tabela a ser divulgada em dez dias.

- A energia é outra. Principalmente para uma menina que está vindo do mundo do juvenil para um ITF é outra pegada, já começando pela quantidade de games. No juvenil são dois sets de quatro games e nos profissionais são dois sets de seis games.

- Estou muito feliz . Enfrentamos mulheres com ranking bom, com técnica e de experiência, mas em todos os jogos acreditamos que o muito difícil era possível. Estar em quadra com a Maria é uma experiência, ela faz parecer que jogar é mais fácil do que realmente é. Ela é talentosa, generosa e tem uma energia que contagia. Ela mora no meu coração e eu estarei sempre torcendo e aplaudindo todas as conquistas dela - destacou Milena.

A jogadora agora segue para o Guarujá (SP), onde tentará vaga nos torneios BT 10 locais e também no BT 200, este com premiação de US$ 15 mil.

O gaúcho Fabrício Neis, 24º do mundo, levantou o troféu do torneio masculino BT 10 no mesmo local ao lado de Gabriel Ries. Eles bateram na decisão Natã Porte e Guilherme Dutra por 6/2 6/3. A conquista é a décima na carreira de Neis, que em 2023 faturou sete troféus.

Últimas