Lance Ao L!, Nivaldo Prieto não aponta favorito e revela expectativa para narrar sua 7° final de Libertadores: 'Grande privilégio'

Ao L!, Nivaldo Prieto não aponta favorito e revela expectativa para narrar sua 7° final de Libertadores: 'Grande privilégio'

Narrador dos canais Fox Sports falou com exclusividade ao LANCE! e deu detalhes sobre nova cobertura da decisão entre Palmeiras e Santos, no Maracanã

Lance
Lance

Lance

Lance

Uma das vozes mais reconhecidas na televisão esportiva brasileira, Nivaldo Prieto já fez de tudo por onde passou. Dos videogames às telas, o narrador de 55 anos é uma das referências da narração no país. Agora, ele embarca ao Rio de Janeiro para narrar sua sétima final de Copa Libertadores na carreira.

Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o narrador analisou o aguardado duelo entre os rivais Palmeiras e Santos, que fazem a terceira final entre clubes brasileiros na história da maior competição de clubes do continente. No entanto, para Nivaldo, os fatores que formam o contexto do cenário atual não lhe permite apontar um favorito para a decisão.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro e simule as próximas rodadas

- É uma final para todo mundo que trabalha com esporte, sobretudo com esporte, é uma decisão de difícil prognóstico por tudo que a gente vem acompanhando no futebol mundial. A irregularidade das equipes que a gente percebeu no Campeonato Brasileiro principalmente. Até se mantiveram muito bem Palmeiras e Santos na Libertadores, com exceção ao jogo do Palmeiras na volta contra o River Plate na semifinal, mas a gente precisa levar em consideração o estresse físico e mental, e de recuperação de lesões durante o período de Covid. A gente também não tem informações ainda totalmente embasadas com relação ao quanto os atletas se recuperam depois de uma contaminação da Covid-19.

Outra coisa para se levar em consideração para essa decisão é o calor do Maracanã, do Rio de Janeiro, que os times também não viveram na edição inteira da Libertadores. Nós vamos ter um Maracanã com uma temperatura superior a 40°C graus. Quando a gente fala de temperatura e sensação térmica, são coisas diferentes da temperatura que vai se aferir ali no gramado, que vai estar passando de 50 graus. É uma coisa maluca. Vai depender de como cada equipe vai entrar para essa disputa, partindo para cima, conquistando o primeiro tempo ou se poupando, e se vai ter prorrogação. É de uma dificuldade muito grande você apontar quem é o favorito - afirmou.

+ Sergio Ramos perto de definir o seu futuro, Liverpool coloca francês como principal alvo… Veja o Dia do Mercado

O narrador contou sua expectativa para mais uma decisão de Copa Libertadores narrada em sua carreira, sendo a terceira seguida pelos canais Fox Sports. Ele explicou como funciona a preparação para uma decisão deste tipo e como funciona o processo.

- Finais eu narrei seis, essa é a sétima. A primeira foi entre São Paulo e Newell's Old Boys, em 1992, no Morumbi com 109 mil pessoas. Agora é a sétima decisão que eu vou fazer, entre Palmeiras e Santos no Maracanã. A expectativa é positiva, é um grande privilégio. Eu costumo dizer que fazer a final de um torneio, é claro que precisa de muita atenção, concentração e preparo, afinal de contas é o jogo que se prevê a maior audiência. E mesmo que não fosse a maior, é uma exigência muito grande com a relação da responsabilidade daquilo que você vai falar e da forma que você vai analisar o jogo para o telespectador. Agora, fazer uma decisão é muito legal porque o jogo por si só já está carregado de emoção. É olhar e ser sutil. O difícil é narrar o jogo que não vale nada. A decisão é um grande barato que a gente vai se divertir - explicou.

Nivaldo também contou como o Fox Sports está preparando sua cobertura exclusiva na TV à cabo para transmitir mais uma final de Copa Libertadores. Segundo o narrador, o diferencial do canal é o fato de transmitir desde o primeiro jogo da competição até o último.

- Nós vamos para a decisão. O público começa a assistir a Libertadores no Fox Sports, a casa da Libertadores, já no primeiro jogo - antes da fase de grupos. Isso é muito legal numa cobertura, porque a equipe inteira chega preparada para fazer a grande final. Esse é o diferencial do Fox Sports. Nós estamos desde o primeiro dia que a bola rolou. Os jogos do Palmeiras eu transmitir todos, com exceção das semifinais que nós não tivemos direitos. Narrei todos do Santos na fase de grupos. Então chego preparado, a equipe inteira preparada com o DNA do Fox Sports. O quanto a gente se apaixona e trabalha durante o campeonato. O diferencial da nossa cobertura será esse: nós estamos na Libertadores inteira. Mais uma edição, mais uma vez - finalizou.

*Estagiário, sob supervisão de Ricardo Guimarães.

Últimas