Lance Ao L!, Carlos Brazil cita cinco pilares na busca pelo sucesso e elogia torcida do Vasco: 'É a melhor do Brasil'

Ao L!, Carlos Brazil cita cinco pilares na busca pelo sucesso e elogia torcida do Vasco: 'É a melhor do Brasil'

Gerente de futebol afirma que um bom trabalho depende do alinhamento entre jogadores, comissão técnica, diretoria, todo staff que trabalha dentro do CT e a apaixonada torcida

Lance
  • Lance | por Lance


Apesar de duas eliminações, o trabalho segue a todo vapor no Vasco, que se aproxima da estreia na Série B, principal competição do ano. Nesta quarta parte da entrevista exclusiva concedida ao LANCE!, Carlos Brazil elencou cinco pilares para o sucesso do trabalho ao longo da temporada. Ele também elogiou a torcida, que mesmo com todas as adversidades que o clube carioca tem enfrentado ao longo dos anos segue dando apoio nas arquibancadas.

Carlos Brazil - Vasco

Carlos Brazil - Vasco

Lance

Carlos Brazil, gerente de futebol do Vasco (Rafael Ribeiro/Vasco)

- Torcedor de arquibancada, que tem ido apoiar o Vasco. Tenho que parabenizá-los muito com todo esse sofrimento que o clube vem tendo ao longo dos anos. É um torcedor que tem apoiado demais o trabalho e a equipe. E eu só posso agradecer a isso. Eu falo com toda sinceridade. Para dar certo tem que ter um alinhamento entre jogadores, toda comissão técnica, toda diretoria do clube, todo staff que trabalha dentro do Centro de Treinamento e a torcida, que está incluída nisso - revelou o dirigente.



De acordo com a visão do dirigente, o torcedor é peça importante no andamento do trabalho, mas convive com a frustração, já que cria expectativa que não foram correspondidas ao longo dos últimos anos. Ele destacou que além dos cinco pilares, o equilíbrio e manter os pés no chão também são essenciais para que tudo dê certo.

- São os cinco pilares de uma construção e tem que estar todo mundo alinhado para dar certo, e o torcedor faz parte disso. Ele é uma peça importantíssima neste contexto. Ele faz demais pelo Vasco e talvez a frustração dele venha muito por conta de entender que o clube não retribui a ele todo esforço que faz. Eu entendo isso numa boa. Acho que a questão da frustração é gerada muito por conta disso. Porque eu me doou, crio uma expectativa e quando não tenho aquilo que esperava de volta me frustro muito mais - disse, e emendou:

- Não é um ano de sofrimento. Claro que o ano passado pesa e existe um medo maior. "Nós vamos entrar na segunda divisão de novo, pelo amor de Deus Brazil, nós temos que subir. "Pelo amor de Deus, Zé Ricardo, nós temos que subir" Natural, mas a gente tem que ter muito equilíbrio e muitos pés no chão e saber como a gente pode trabalhar e fazer que esse trabalho dê certo. E esse apoio é fundamental para gente - completou.

+ Conselho Deliberativo do Vasco aprova a inclusão da SAF no Estatuto Social em reunião na sede da Lagoa

Em meio à expectativa da aprovação da SAF, o Vasco se prepara para o grande desafio que é tentar voltar à elite do futebol brasileiro. A Série B promete ser intensa e competitiva com seis ganhadores do Brasileirão (Grêmio, Cruzeiro, Sport, Guarani, Bahia e Vasco). Diante disso, o clube carioca terá que apostar na força de sua torcida, que tem dado demonstrações de apoio.

A última aconteceu antes do clássico contra o Flamengo, no treino de sábado, em São Januário. A atividade foi aberta ao público e os vascaínos fizeram a festa na presença dos representantes da 777 Partners, que pretende adquirir 70% da SAF vascaína. Carlos Brazil não poupou elogios à massa vascaína a quem intitulou como a "melhor torcida do Brasil".

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Carioca


- É a melhor do Brasil (torcida do Vasco). Não tem comparação. E eu brigo e vou brigar sempre. Porque é a melhor torcida do Brasil. Com todos os anos de sofrimento que tem. E com a ajuda que dá ao clube, pelo apoio que dá na arquibancada. Lógico que tem críticas e temos que saber respeitá-las que vem muito da frustração que eu expliquei - finalizou.

Últimas