Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Ancelotti afirma que Real Madrid recusará disputa do Super Mundial de Clubes; diretoria desmente treinador

Iniciativa da Fifa com torneio intercontinental acontecerá entre junho e julho de 2025, nos Estados Unidos

Lance

Lance|Do R7

Carlo Ancelotti, técnico do Real Madrid, deu uma declaração forte na manhã desta segunda-feira (10) sobre o Super Mundial de Clubes. A ideia da Fifa, que vai reunir 32 clubes entre junho e julho de 2025 para uma grande competição intercontinental, seria rechaçada pelo clube espanhol, segundo o técnico.

- O Real Madrid não vai jogar o Super Mundial. Nós vamos rejeitar o convite, assim como outros clubes vão fazer. Só um único jogo nosso já costuma render 20 milhões de euros, e eles querem nos pagar isso por toda a competição. De jeito nenhum. Negativo - disparou o italiano, em entrevista ao veículo italiano "Il Giornale".

➡️ Saiba quanto o Real Madrid recebeu pelo título da Champions League

Entretanto, a direção do clube, horas depois, desmentiu a fala do comandante, garantindo a participação dos Blancos no torneio a ser realizado nos Estados Unidos.

Publicidade

- Informamos que em nenhum momento foi questionada nossa participação no novo Mundial de Clubes. Iremos disputar, conforme planejado, esta competição oficial que enfrentamos com orgulho e com o maior entusiasmo para fazer nossos milhões de torcedores ao redor do mundo sonharem novamente com um novo título - comunicou a gestão madrilenha.

Em resposta, Ancelotti alegou ter sido interpretado de forma errônea em sua fala ao "Il Giornale", e reforçou o desejo do clube em jogar o campeonato.

Publicidade

- Na minha entrevista, minhas palavras sobre o Mundial não foram interpretadas da forma que eu pretendia. Nada poderia estar mais longe do meu interesse do que rejeitar a possibilidade de disputar um torneio que considero que pode ser uma grande oportunidade para continuar a lutar por grandes títulos com o Real - disse Carletto.

🥊 POLÊMICAS COM A FIFA
Uma recusa estaria possivelmente ligada ao desejo da diretoria merengue de criar a Superliga Europeia. O projeto sairia do guarda-chuva da Uefa e substituiria os três continentais atuais no Velho Continente (Champions, Europa League e Conference): seriam 64 times participantes, divididos em três divisões (Estrela, Ouro e Azul), e o controle estaria nas mãos unicamente dos clubes. Inicialmente, 12 gigantes da Europa defendiam a ideia; após ameaças de sanções por parte das entidades do futebol, somente as diretorias de Real Madrid e Barcelona se mantiveram publicamente apoiadoras da ideia.

Publicidade

➡️ Tudo sobre os maiores times e as grandes estrelas do futebol no mundo afora agora no WhatsApp. Siga o nosso canal Lance! Futebol Internacional

CLUBES QUALIFICADOS
Atual campeão da Champions League, o Real já tem lugar garantido na competição. Além disso, todas as outras 11 vagas destinadas a equipes filiadas à Uefa já estão preenchidas, com Chelsea, Manchester City, Bayern de Munique, PSG, Inter de Milão, Porto, Benfica, Borussia Dortmund, Atlético de Madrid, Juventus e Red Bull Salzburg.

Entre os seis espaços para equipes da Conmebol, quatro já foram ocupados por Palmeiras, Flamengo, Fluminense (campeões das três últimas Libertadores) e River Plate (via ranking da confederação). As outras duas serão destinadas ao vencedor do principal continental da América do Sul em 2024 e ao segundo melhor ranqueado pela entidade.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.