Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

ANÁLISE: para reagir no Brasileirão, Vasco precisa parar de perder antes de querer vencer

Cruz-Maltino tem mais derrotas do que pontos na competição e amarga a lanterna

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

O Vasco vive um verdadeiro drama no Campeonato Brasileiro. O time é o lanterna da competição e para escapar do rebaixamento precisa de uma arrancada que está díficil de imaginar, justamente porque a equipe não para de perder e dessa forma não pontua.

A derrota para o Corinthians foi a 11ª do Vasco no Brasileirão, quantidade superior aos número de pontos do time, que somou apenas 9 em 16 partidas. A situação alarmante obriga a equipe a vencer todos os jogos, mas se tivesse empatado pelo menos três que perdeu, a missão ficaria menos complicada.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O Cruz-Maltino estaria com 12 pontos e com um jogo a menos, poderia chegar a 15, mesma pontuação do Goiás, que joga neste domingo, contra o Grêmio. Ao perder mais uma partida, o Vasco vê a distância para os rivais se manter ou aumentar.

Publicidade

Nos últimos cinco jogos o Vasco somou 3 pontos, contra 2 do América-MG, 10 do Coritiba, 2 do Bahia e 4 do Goiás. Todos vão jogar neste domingo.

O Cruz-Maltino perdeu os últimos quatro jogos e a cada derrota diminui a esperança do torcedor e a confiança dos jogadores. Antes de vencer, é preciso parar de perder e para isso acontecer é preciso ajeitar o sistema defensivo.

Publicidade

Nos dois jogos sob o comando de Ramon Díaz, derrotas para Athletico-PR e Corinthians, o Vasco apresentou uma pequena evolução, chegou a dominar os adversários, mas a impressão era de que o time tomaria gol a qualquer momento e isso acabou acontecendo, justamente quando o Cruz-Maltino estava melhor em campo.

Reforços chegaram e a promessa é de que novas contratações serão feitas até o fim da janela de transferências, que fecha no dia 3 de agosto. Ainda há muitos pontos em disputa e um turno inteiro pela frente. Para começar a sonhar, é preciso parar de perder.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.