Lance ANÁLISE: a vez de Sinner chegou. Agora, segura o homem!

ANÁLISE: a vez de Sinner chegou. Agora, segura o homem!

Coluna de Fabrizio Gallas analisa a importância da conquista do italiano que tem qualidade para ir longe

Lance
Lance

Lance

Lance

A vitória contundente sobre Novak Djokovic na casa dele havia sido um prenúncio. A confirmação veio neste domingo. Com drama, com virada espetacular. Mostrando sua qualidade que sempre teve, mas um mental muito fortalecido e também parte física fenomenal - que era seu calcanhar de aquiles.

A vez de Jannik Sinner chegou. Seu primeiro título de Grand Slam. Primeiro italiano campeão de Major desde Adriano Pannatta em Roland Garros em 1976, eram quase 50 anos de jejum. 

Fruto do trabalho claro do staff, do atleta, da família, mas com uma considerável mão do trabalho da federação local que há anos desenvolve um trabalho de fomento ao tênis local com vários torneios tanto de pequeno, médio e de grande porte com o sucesso já conhecido e o crescimento do Masters/WTA 1000 de Roma. Sinner e outros tantos talentos italianos surgiram na esteira desse processo e a tendência é que mais jogadores no futuro apareçam. 

Agora que o jovem de 22 anos finalmente desabrochou , cumpriu a expectativa de alguns anos depositada nele, segura o homem porque ele tem um jogo completo para todos os pisos. Mostrou que pode jogar muito bem no saibro, na grama e na quadra dura. Virou um forte candidato para todos os Grand Slams e vai colocar aquela pulga atrás da orelha de Djokovic, Alcaraz e do resto do circuito. Claro, ele precisa ter os pés no chão e seguir trabalhando porque um feito gera muita coisa fora das quadras que podem distrair a cabeça de qualquer um. 

Basta ver o exemplo de Alcaraz quando ganhou o US Open em 2022 e Wimbledon ano passado e outros vários jogadores na história.

E o Medvedev se tornou o primeiro a tomar duas viradas de 2 sets a 0 em uma final de Grand Slam. Seu carma na Austrália continua. É a terceira final perdida em três disputadas, a quarta em cinco jogadas. Em 2022 ele tinha 2 sets a 0 e break-points para pular na frente no terceiro contra Rafael Nadal. Hoje foi bem parecido. Pena para ele que começou muito bem e vinha varrendo o italiano até o 6/3 5/1. Aqueles dois games a seguir foram determinantes para a mudança de chavinha na partida e a confiança que o italiano necessitava.

Curtinhas:

O ranking seguirá como está, agora com Sinner mais próximo dos três primeiros e dando uma pimenta para a temporada que promete. 

No feminino Luisa Stefani entrará no top 15 novamente nas duplas. Hsieh conquistou um feito sendo a primeira em 24 anos a vencer o título de dupla feminina e mistas em Melbourne desde Rennae Stubbs em 2000.

Últimas