Alex Brasil ressalta reestruturação do Paraná e traça objetivos da temporada

Executivo do clube da Vila Capanema fala como foram os procedimentos para lidar com o reduzido orçamento para o ano de 2020

Lance

Lance

Lance

Ainda que esteja no comando do futebol do Paraná Clube há menos de seis meses, o executivo Alex Brasil já se deparou com diversos desafios pelo caminho. Com uma reestruturação em andamento, o profissional já começa a encontrar resultados positivos e, agora, já mira os principais objetivos da temporada.

Desde o término da Série B do Campeonato Brasileiro de 2019, na qual o clube terminou na sexta colocação foram 14 contratações para 2020. Segundo Alex, o maior desafio foi encontrar uma forma de adequar as chegadas ao pequeno orçamento traçado pelo time no ano.

- O trabalho de um executivo de futebol não é apenas contratar jogadores, mas fazer isso com responsabilidade. Sabemos dos desafios financeiros do Paraná atualmente, e buscamos por meio de um bom relacionamento com outros clubes conseguir atletas que viessem defender nossa camisa com seus salários pagos pelos times de origem - disse Alex, antes de completar:

- Fizemos uma análise muito profunda do mercado e encontramos jogadores de qualidade e dispostos a nos ajudar nesse ano. Além disso, tentamos utilizar ainda mais as nossas categorias de base. Essa experiência que os jovens adquirem no Estadual nos dão a esperança de termos uma boa temporada, bem como dar chances para que esses atletas ajudem financeiramente o Paraná no futuro.

Para Alex, a primeira parte do desafio foi cumprida com sucesso: montar um time para a disputa dos campeonatos em 2020. Agora, o executivo já traça os principais objetivos do Paraná no ano, como avançar às próximas fases do Estadual, da Copa do Brasil e entrar na Série B do Brasileirão com tranquilidade.

Para se aproximar ainda mais das necessidades atuais do Paraná, o executivo estabeleceu residência no próprio CT do clube. Segundo ele, o convívio diário com os jogadores e a chance de estar mais próximo das resoluções do dia a dia aumentam as chances de alcançar as metas em 2020:

- Desde que cheguei no Paraná, moro no CT do clube. Preferi ficar aqui para que possa estar ainda mais perto dos jogadores diariamente. Consigo perceber suas necessidades, ouvir os desejos, estar em contato com os outros dirigentes, a torcida... A proximidade ajuda no trabalho, e sei que todos que estão aqui, hoje, têm o mesmo comprometimento e vontade de levar o Tricolor ao lugar que merece.

- Costumo dizer que o que fizemos no Paraná em menos de seis meses, muitos clubes levam anos para conseguir. Montamos um time praticamente do zero, reestruturamos departamentos, criamos novas rotinas e, agora, estamos nos preparando para colher os frutos. A torcida pode esperar muita garra nessa temporada, com jogadores que realmente vestem a camisa, e dirigentes preocupados com o clube. Isso é o que realmente importa - finalizou Alex.

O Paraná, oitavo colocado no Estadual, volta a campo no próximo domingo (9) para enfrentar o Operário, terceiro colocado, às 18h (horário de Brasília). Pela Copa do Brasil, o clube encara o Bahia de Feira na segunda fase da competição.