Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Além da Série B, Sport vem fortalecido também nas categorias de base

Executivo da base do Leão destaca trabalho no âmbito estrutural, esportivo e financeiro

Lance|

Lance
Lance Lance

Na Série B do Campeonato Brasileiro, o Sport está na terceira posição, com 45 pontos ganhos, e caminha de maneira consistente para ficar com uma das vagas dos times que disputarão a elite nacional em 2024.

Entretanto, além do que vem sendo desenvolvido pelo técnico Enderson Moreira, existe também outro setor do clube que vem recebendo investimentos mais específicos na atual gestão do Leão: as categorias de base. Seja com o intuito da formação de atletas no caráter de uso esportivo como também pensando no médio/longo prazo no que se refere a venda de jogadores.

>Assista aos jogos do seu clube do coração com aquela gelada! Copo Stanley a partir de R$120,00

Rafael Fernandes, Diretor Executivo das Categorias de Base do clube, frisou o destaque que esse tema sempre teve durante o mandato do presidente Yuri Romão:

Publicidade

- Desde o inicio da gestão do presidente Yuri, ele enxergou a necessidade de se investir e valorizar as categorias de base. Teve um grande retorno no ano passado com vendas de atletas. O retorno é garantido, não tem pra onde correr, é o grande investimento que um clube pode fazer, seus atletas são os grandes ativos do clube, e a sustentação financeira de um clube no brasil, passa por vendas de atletas da base. Investimento em equipamentos de treino, melhorias nos campos, criação de setores, como captação e performance, criação de processos internos e competições de alto nivel nacional e internacional.

Além da atenção ao que está sendo feito dentro dos limites do clube, Rafael reconhece que existem influencias importantes de outros clubes no projeto implementado pelo Leão da Ilha. Chegando, inclusive, a citar de maneira mais específica alguns exemplos:

Publicidade

- Acho que, no Brasil, eu gosto muito do trabalho do Flamengo, do Fluminense, do Athletico-PR e do Palmeiras. Cada uma tem seu estilo de trabalhar, mas muito bem definido e com resultados expressivos.

O trabalho de integração feito entre a base e o profissional, tendo a situação da Série B do Brasileirão e a experiência de Enderson com o trabalho em categorias de base como contexto, também foi pontuado pelo executivo do clube da Praça da Bandeira:

- Sem duvidas. O clube hoje tem cerca de 37% do elenco com jogadores formados no sport e o Enderson e comissão tem experiência de base para saber o momento de lançar o garoto e nao expôr de maneira precipitada.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.