Lance Alcaraz rechaça favoritos após queda de Nadal no US Open

Alcaraz rechaça favoritos após queda de Nadal no US Open

Espanhol diz não estar pensando na possibilidade do Nº 1

Lance
Lance

Lance

Lance

Carlos Alcaraz comemorou sua vitória e vaga nas quartas de final do US Open alcançada na madrugada desta terça-feira. E admitiu que nunca havia jogado tão tarde. Sua partida terminou às 2h30 do horário local.

Ele marcou 6/4 3/6 6/4 4/6 6/3 sobre o croata Marin Cilic em quase quatro horas de batalha no US Open: "Nunca tinha jogado tênis tão tarde, para ser sincero, e foi uma sensação espetacular. O apoio do público foi decisivo, me deram a energia necessária para vencer. Foi muito difícil perder o quarto set, eu não tinha nenhuma bola de quebra contra para Marin e de repente me vi com um break no final. Começar com um break down no quinto foi difícil, mas eu sempre acreditei nas minhas chances. Eu sabia que se continuasse pressionando e continuasse positivo, teria minhas opções", destacou o murciano, que deu grande parte do crédito pela vitória à equipe de trabalho, por um conselho fundamental que lhe deram . "Quando Marin aumentou sua porcentagem de primeiro saque, eles recomendaram que eu voltasse para devolver e a verdade é que funcionou. Vi que a bola alta e com peso dificultava a resposta dele e isso gerou muitas oportunidades para o descanso", disse.


Seu rival será o italiano Jannik Sinner o qual perdeu duas vezes em Umag e em Wimbledon: "Olha, é óbvio que vencer em três sets é melhor, mas também é verdade que sair por cima em uma batalha como essa dá muita confiança. Esta partida me faz ver que estou pronto para competir no mais alto nível por mais de quatro horas. Tenho visto um tênis forte, mental e físico, o que é muito importante para tudo o que está por vir. O fato de ter ganho os dois últimos jogos influencia positivamente a minha atitude porque sou um rapaz muito competitivo que quer mostrar do que sou capaz. A verdade é que o quero e vou dar tudo de mim", disse o murciano que não pensa na questão do número 1 que irá alcançar com final ou título no torneio.

"A verdade é que não penso nisso, bem, digamos que tento não pensar nisso. É que ainda vejo muito longe, tenho que ganhar dois ou três jogos e ter um rival tão difícil como Sinner à minha frente, estou apenas focado nisso", alertou Carlos Alcaraz, que não acredita que a eliminação de Nadal lhe dê mais favoritismo. "Existem rivais de altíssimo nível. Jannik é um deles, mas o resto dos jogadores está exibindo um alto nível; por exemplo, acho que Tiafoe tem grandes possibilidades com base no tênis que exibiu hoje", comentou o espanhol.

Últimas