Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Água Santa quer entrar na lista: lembre surpresas que já conquistaram estaduais pelo Brasil

Lance

Lance|Do R7

O Água Santa é a verdadeira surpresa desta edição do Campeonato Paulista. A equipe que teve conquistas surpreendentes, como eliminar o São Paulo nas quartas de final, e o Red Bull Bragantino na semifinal, vai pela primeira vez em sua história decidir o torneio estadual. O adversário, no entanto, não é nada fácil: simplesmente o atual campeão Palmeiras. O primeiro jogo está marcado para domingo (2), na Arena Barueri, enquanto a volta será no dia 9, no Allianz Parque. Confira a seguir os times que já surpreenderam em estaduais.
O Água Santa é a verdadeira surpresa desta edição do Campeonato Paulista. A equipe que teve conquistas surpreendentes, como eliminar o São Paulo nas quartas de final, e o Red Bull Bragantino na semifinal, vai pela primeira vez em sua história decidir o... O Água Santa é a verdadeira surpresa desta edição do Campeonato Paulista. A equipe que teve conquistas surpreendentes, como eliminar o São Paulo nas quartas de final, e o Red Bull Bragantino na semifinal, vai pela primeira vez em sua história decidir o torneio estadual. O adversário, no entanto, não é nada fácil: simplesmente o atual campeão Palmeiras. O primeiro jogo está marcado para domingo (2), na Arena Barueri, enquanto a volta será no dia 9, no Allianz Parque. Confira a seguir os times que já surpreenderam em estaduais.
Inter de Limeira - Campeão paulista em 1986
Inter de Limeira - Campeão paulista em 1986 Inter de Limeira - Campeão paulista em 1986
A conquista da Inter de Limeira foi histórica: a equipe do interior eliminou o Santos nas semifinais e venceu o Palmeiras na decisão do estadual de 1986. Na ocasião, o Verdão não chegava a uma decisão do estadual desde 1976, ou seja, a pressão sobre o time da capital era grande. O primeiro jogo terminou sem gols, mas no segundo, o time do interior bateu o Alviverde por 2 a 1 para conquistar o inédito título paulista.
A conquista da Inter de Limeira foi histórica: a equipe do interior eliminou o Santos nas semifinais e venceu o Palmeiras na decisão do estadual de 1986. Na ocasião, o Verdão não chegava a uma decisão do estadual desde 1976, ou seja, a pressão sobre o ... A conquista da Inter de Limeira foi histórica: a equipe do interior eliminou o Santos nas semifinais e venceu o Palmeiras na decisão do estadual de 1986. Na ocasião, o Verdão não chegava a uma decisão do estadual desde 1976, ou seja, a pressão sobre o time da capital era grande. O primeiro jogo terminou sem gols, mas no segundo, o time do interior bateu o Alviverde por 2 a 1 para conquistar o inédito título paulista.
Bragantino - Campeão paulista em 1990
Bragantino - Campeão paulista em 1990 Bragantino - Campeão paulista em 1990
Na decisão daquele ano, o Massa Bruta, comandado por Luxemburgo, superou o Novorizontino na famosa “Final Caipira” e ficou com o título do campeonato estadual de 1990. Após empate por 1 a 1 no primeiro jogo e também no segundo, um 0 a 0 na prorrogação garantiu a taça ao Braga. O regulamento daquele ano determinava que, entre os finalistas, o time que tivesse melhor campanha nas fases anteriores teria vantagem de empatar os dois duelos para alcançar o título. Foi o que aconteceu.
Na decisão daquele ano, o Massa Bruta, comandado por Luxemburgo, superou o Novorizontino na famosa “Final Caipira” e ficou com o título do campeonato estadual de 1990. Após empate por 1 a 1 no primeiro jogo e também no segundo, um 0 a 0 na prorrogação ... Na decisão daquele ano, o Massa Bruta, comandado por Luxemburgo, superou o Novorizontino na famosa “Final Caipira” e ficou com o título do campeonato estadual de 1990. Após empate por 1 a 1 no primeiro jogo e também no segundo, um 0 a 0 na prorrogação garantiu a taça ao Braga. O regulamento daquele ano determinava que, entre os finalistas, o time que tivesse melhor campanha nas fases anteriores teria vantagem de empatar os dois duelos para alcançar o título. Foi o que aconteceu.
Brusque - Campeão catarinense em 1992
Brusque - Campeão catarinense em 1992 Brusque - Campeão catarinense em 1992
Em 1992, o Brusque, de forma surpreendente, conquistou o título catarinense e entrou para a galeria de campeões pela primeira vez em sua história. A decisão foi contra o Avaí, que venceu o primeiro confronto por 1 a 0, e mal esperava que o rival fosse fazer 2 a 1, na prorrogação, no jogo de volta para ficar com a taça inédita naquele ano.
Em 1992, o Brusque, de forma surpreendente, conquistou o título catarinense e entrou para a galeria de campeões pela primeira vez em sua história. A decisão foi contra o Avaí, que venceu o primeiro confronto por 1 a 0, e mal esperava que o rival fosse ... Em 1992, o Brusque, de forma surpreendente, conquistou o título catarinense e entrou para a galeria de campeões pela primeira vez em sua história. A decisão foi contra o Avaí, que venceu o primeiro confronto por 1 a 0, e mal esperava que o rival fosse fazer 2 a 1, na prorrogação, no jogo de volta para ficar com a taça inédita naquele ano.
Juventude - Campeão gaúcho em 1998
Juventude - Campeão gaúcho em 1998 Juventude - Campeão gaúcho em 1998
Havia 44 anos que um time não acabava com a hegemonia da dupla Grêmio e Internacional, além de 59 que um time do interior não era campeão. O Juventude encerrou o jejum, e de maneira invicta, ao vencer o Colorado na final : 3 a 1 no primeiro jogo e, jogando pelo empate na volta, o Juventude segurou o 0 a 0 para conquistar o inédito título gaúcho.
Havia 44 anos que um time não acabava com a hegemonia da dupla Grêmio e Internacional, além de 59 que um time do interior não era campeão. O Juventude encerrou o jejum, e de maneira invicta, ao vencer o Colorado na final : 3 a 1 no primeiro jogo e, jog... Havia 44 anos que um time não acabava com a hegemonia da dupla Grêmio e Internacional, além de 59 que um time do interior não era campeão. O Juventude encerrou o jejum, e de maneira invicta, ao vencer o Colorado na final : 3 a 1 no primeiro jogo e, jogando pelo empate na volta, o Juventude segurou o 0 a 0 para conquistar o inédito título gaúcho.
Caxias - Campeão gaúcho em 2000
Caxias - Campeão gaúcho em 2000 Caxias - Campeão gaúcho em 2000
O Gauchão daquele ano teve uma fórmula diferente, com a primeira fase apenas com times do Interior. O Caxias se classificou em segundo lugar, atrás do Esportivo. Na decisão, enfrentou o badalado Grêmio, que tinha Zinho, Ronaldinho, entre outros no elenco. O Caxias ignorou o fato de que no outro lado tinha craques e aplicou 3 a 0 no primeiro jogo. Na volta, segurou o 0 a 0 e sagrou-se campeão.
O Gauchão daquele ano teve uma fórmula diferente, com a primeira fase apenas com times do Interior. O Caxias se classificou em segundo lugar, atrás do Esportivo. Na decisão, enfrentou o badalado Grêmio, que tinha Zinho, Ronaldinho, entre outros no elen... O Gauchão daquele ano teve uma fórmula diferente, com a primeira fase apenas com times do Interior. O Caxias se classificou em segundo lugar, atrás do Esportivo. Na decisão, enfrentou o badalado Grêmio, que tinha Zinho, Ronaldinho, entre outros no elenco. O Caxias ignorou o fato de que no outro lado tinha craques e aplicou 3 a 0 no primeiro jogo. Na volta, segurou o 0 a 0 e sagrou-se campeão.
Ipatinga - Campeão mineiro em 2005
Ipatinga - Campeão mineiro em 2005 Ipatinga - Campeão mineiro em 2005
Em 2005, uma zebra mineira. O Ipatinga venceu o forte Cruzeiro na decisão estadual e levantou a taça do torneio pela primeira e única vez em sua história. Nas semifinais, o time comandado por Ney Franco venceu a URT e se classificou para a decisão contra o atual bicampeão. Na final, empatou por 1 a 1 o primeiro jogo e venceu o segundo por 2 a 1.
Em 2005, uma zebra mineira. O Ipatinga venceu o forte Cruzeiro na decisão estadual e levantou a taça do torneio pela primeira e única vez em sua história. Nas semifinais, o time comandado por Ney Franco venceu a URT e se classificou para a decisão cont... Em 2005, uma zebra mineira. O Ipatinga venceu o forte Cruzeiro na decisão estadual e levantou a taça do torneio pela primeira e única vez em sua história. Nas semifinais, o time comandado por Ney Franco venceu a URT e se classificou para a decisão contra o atual bicampeão. Na final, empatou por 1 a 1 o primeiro jogo e venceu o segundo por 2 a 1.
Colo Colo - Campeão baiano em 2006
Colo Colo - Campeão baiano em 2006 Colo Colo - Campeão baiano em 2006
Em 2006, quando o Colo Colo surpreendeu conquistando a inédita taça do Estadual, o time acabou com uma hegemonia de 37 anos da dupla Bahia e Vitória no Campeonato Baiano. Na decisão, o Colo Colo venceu o Vitória nos dois jogos: 4 a 3 e 4 a 2.
Em 2006, quando o Colo Colo surpreendeu conquistando a inédita taça do Estadual, o time acabou com uma hegemonia de 37 anos da dupla Bahia e Vitória no Campeonato Baiano. Na decisão, o Colo Colo venceu o Vitória nos dois jogos: 4 a 3 e 4 a 2. Em 2006, quando o Colo Colo surpreendeu conquistando a inédita taça do Estadual, o time acabou com uma hegemonia de 37 anos da dupla Bahia e Vitória no Campeonato Baiano. Na decisão, o Colo Colo venceu o Vitória nos dois jogos: 4 a 3 e 4 a 2.
Itumbiara - Campeão goiano em 2008
Itumbiara - Campeão goiano em 2008 Itumbiara - Campeão goiano em 2008
Foi diante do Goiás que o Itumbiara viveu um momento histórico. Para a disputa da competição, o clube investiu, trazendo nomes de peso para a montagem do elenco. Além de jogadores como o goleiro Sérgio, os meias Wellington Saci e Caíco, e os atacantes Landu e Basílio, Paulo César Gusmão foi contratado para comandar o time. O Itumbiara venceu os dois jogos da final, o primeiro por 1 a 0 e, o segundo, por 3 a 0.
Foi diante do Goiás que o Itumbiara viveu um momento histórico. Para a disputa da competição, o clube investiu, trazendo nomes de peso para a montagem do elenco. Além de jogadores como o goleiro Sérgio, os meias Wellington Saci e Caíco, e os atacantes ... Foi diante do Goiás que o Itumbiara viveu um momento histórico. Para a disputa da competição, o clube investiu, trazendo nomes de peso para a montagem do elenco. Além de jogadores como o goleiro Sérgio, os meias Wellington Saci e Caíco, e os atacantes Landu e Basílio, Paulo César Gusmão foi contratado para comandar o time. O Itumbiara venceu os dois jogos da final, o primeiro por 1 a 0 e, o segundo, por 3 a 0.
Independente - Campeão paraense em 2011
Independente - Campeão paraense em 2011 Independente - Campeão paraense em 2011
Em 2011, o Independente levou o título estadual para o interior do estado pela primeira vez. Em uma decisão emocionante, venceu o Paysandu nos pênaltis. O título se torna ainda mais especial, visto que a equipe era formada basicamente por jogadores da região e com uma folha salarial baixa.
Em 2011, o Independente levou o título estadual para o interior do estado pela primeira vez. Em uma decisão emocionante, venceu o Paysandu nos pênaltis. O título se torna ainda mais especial, visto que a equipe era formada basicamente por jogadores da ... Em 2011, o Independente levou o título estadual para o interior do estado pela primeira vez. Em uma decisão emocionante, venceu o Paysandu nos pênaltis. O título se torna ainda mais especial, visto que a equipe era formada basicamente por jogadores da região e com uma folha salarial baixa.
Bahia de Feira - Campeão baiano em 2011
Bahia de Feira - Campeão baiano em 2011 Bahia de Feira - Campeão baiano em 2011
Foi nesta edição do Campeonato Baiano que o time do interior fez história no Barradão e impediu o inédito pentacampeonato estadual do Vitória. O Bahia de Feira empatou o primeiro jogo por 2 a 2 e venceu o rival na volta por 2 a 1.
Foi nesta edição do Campeonato Baiano que o time do interior fez história no Barradão e impediu o inédito pentacampeonato estadual do Vitória. O Bahia de Feira empatou o primeiro jogo por 2 a 2 e venceu o rival na volta por 2 a 1. Foi nesta edição do Campeonato Baiano que o time do interior fez história no Barradão e impediu o inédito pentacampeonato estadual do Vitória. O Bahia de Feira empatou o primeiro jogo por 2 a 2 e venceu o rival na volta por 2 a 1.
Cametá - Campeão paraense em 2012
Cametá - Campeão paraense em 2012 Cametá - Campeão paraense em 2012
O time foi o sexto clube a levantar a taça no estado. E a final de 2012 foi contra o Remo, que chegou a abrir 2 a 0, mas viu o Cametá ganhar força para empatar e ficar com a taça. Dessa forma, o Cametá ficou com a vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro
O time foi o sexto clube a levantar a taça no estado. E a final de 2012 foi contra o Remo, que chegou a abrir 2 a 0, mas viu o Cametá ganhar força para empatar e ficar com a taça. Dessa forma, o Cametá ficou com a vaga para a Série D do Campeonato Bras... O time foi o sexto clube a levantar a taça no estado. E a final de 2012 foi contra o Remo, que chegou a abrir 2 a 0, mas viu o Cametá ganhar força para empatar e ficar com a taça. Dessa forma, o Cametá ficou com a vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro
Ituano - Campeão paulista em 2014
Ituano - Campeão paulista em 2014 Ituano - Campeão paulista em 2014
Considerado a zebra, o Ituano surpreendeu o Santos diante de 35 mil torcedores no Pacaembu e conquistou o segundo título paulista de sua história. Em dois jogos no estádio da capital, uma vitória magra para cada lado e a vitória nos pênaltis do Galo de Itu. A conquista fica ainda mais expressiva visto que, quatro anos antes, o Ituano escapou do rebaixamento na última rodada da primeira fase.
Considerado a zebra, o Ituano surpreendeu o Santos diante de 35 mil torcedores no Pacaembu e conquistou o segundo título paulista de sua história. Em dois jogos no estádio da capital, uma vitória magra para cada lado e a vitória nos pênaltis do Galo de... Considerado a zebra, o Ituano surpreendeu o Santos diante de 35 mil torcedores no Pacaembu e conquistou o segundo título paulista de sua história. Em dois jogos no estádio da capital, uma vitória magra para cada lado e a vitória nos pênaltis do Galo de Itu. A conquista fica ainda mais expressiva visto que, quatro anos antes, o Ituano escapou do rebaixamento na última rodada da primeira fase.
Novo Hamburgo - Campeão gaúcho em 2017
Novo Hamburgo - Campeão gaúcho em 2017 Novo Hamburgo - Campeão gaúcho em 2017
Naquele ano, o Novo Hamburgo fez história: foi o melhor time da fase de classificação, jogou seis vezes contra Grêmio e Internacional sem perder nenhuma partida e, na final do Gauchão, venceu o Colorado por 3 a 1 nos pênaltis. Desde 2000, quando Caxias venceu o Estadual, um clube do interior não levantava a taça.
Naquele ano, o Novo Hamburgo fez história: foi o melhor time da fase de classificação, jogou seis vezes contra Grêmio e Internacional sem perder nenhuma partida e, na final do Gauchão, venceu o Colorado por 3 a 1 nos pênaltis. Desde 2000, quando Caxias... Naquele ano, o Novo Hamburgo fez história: foi o melhor time da fase de classificação, jogou seis vezes contra Grêmio e Internacional sem perder nenhuma partida e, na final do Gauchão, venceu o Colorado por 3 a 1 nos pênaltis. Desde 2000, quando Caxias venceu o Estadual, um clube do interior não levantava a taça.
Salgueiro - Campeão pernambucano em 2020
Salgueiro - Campeão pernambucano em 2020 Salgueiro - Campeão pernambucano em 2020
O Salgueiro fez história ao se tornar o primeiro time do interior de Pernambuco a vencer o Estadual. Na edição de 2020, a equipe bateu o Santa Cruz nos pênaltis e conquistou a inédita taça. Desde 1944, quando o América-PE venceu o torneio, um time fora do trio de grandes do Recife não era campeão.
O Salgueiro fez história ao se tornar o primeiro time do interior de Pernambuco a vencer o Estadual. Na edição de 2020, a equipe bateu o Santa Cruz nos pênaltis e conquistou a inédita taça. Desde 1944, quando o América-PE venceu o torneio, um time fora... O Salgueiro fez história ao se tornar o primeiro time do interior de Pernambuco a vencer o Estadual. Na edição de 2020, a equipe bateu o Santa Cruz nos pênaltis e conquistou a inédita taça. Desde 1944, quando o América-PE venceu o torneio, um time fora do trio de grandes do Recife não era campeão.
Atlético de Alagoinhas - Campeão baiano em 2021 e 2022
Atlético de Alagoinhas - Campeão baiano em 2021 e 2022 Atlético de Alagoinhas - Campeão baiano em 2021 e 2022
Pela primeira vez, um clube do interior da Bahia conquistou o título do Estadual dois anos seguidos. Em 2021, o Carcará enfrentou o Bahia de Feira na final, a primeira decisão disputada por dois clubes do interior. No jogo de ida, empate em 2 a 2 e, na volta, venceu por 3 a 2 para conquistar sua primeira taça do Campeonato Baiano. No ano seguinte, em 2022, a decisão foi contra o Jacuipense: empate por 1 a 1 no primeiro jogo e vitória por 2 a 0 no segundo.
Pela primeira vez, um clube do interior da Bahia conquistou o título do Estadual dois anos seguidos. Em 2021, o Carcará enfrentou o Bahia de Feira na final, a primeira decisão disputada por dois clubes do interior. No jogo de ida, empate em 2 a 2 e, na... Pela primeira vez, um clube do interior da Bahia conquistou o título do Estadual dois anos seguidos. Em 2021, o Carcará enfrentou o Bahia de Feira na final, a primeira decisão disputada por dois clubes do interior. No jogo de ida, empate em 2 a 2 e, na volta, venceu por 3 a 2 para conquistar sua primeira taça do Campeonato Baiano. No ano seguinte, em 2022, a decisão foi contra o Jacuipense: empate por 1 a 1 no primeiro jogo e vitória por 2 a 0 no segundo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.