Lance Advogados de Gilberto Gil estudam processar torcedores que hostilizaram o cantor de 80 anos no Qatar

Advogados de Gilberto Gil estudam processar torcedores que hostilizaram o cantor de 80 anos no Qatar

Artista e sua esposa, Flora Gil, foram ofendidos antes da partida de estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo

Lance
Lance

Lance

Lance

Depois de serem hostilizados por torcedores brasileiros no Qatar, Gilberto Gil, de 80 anos, e sua esposa Flora Gil acompanharam a vitória da Seleção Brasileira por 1 a 0 sobre a Suíça, na última segunda-feira, e se despediram da Copa do Mundo. Embora não tenham procurado as autoridades no país-sede para formalizar a denúncia, um grupo de advogados que fazem parte da assessoria do artista estudam a possibilidade de entrarem com um processo contra os torcedores no Brasil.

O caso aconteceu na última quinta-feira, 24 de novembro, data da estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo. Enquanto caminhavam até a arquibancada do Estádio Lusail, Gilberto Gil e Flora Gil foram hostilizados por torcedores brasileiros e rapidamente o vídeo repercutiu nas redes sociais.

+ Após ser hostilizado por brasileiros, Gilberto Gil passa tarde com ídolo argentino no Qatar

Com as imagens, um torcedor que foi identificado poderá responder na esfera criminal e também pode ter que arcar com indenização de danos morais na esfera cível. Trata-se de Ranier Lemache, dono de uma franquia de pizzaria em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. O empresário, inclusive, veio a público para admitir que fez parte do grupo, embora tenha dito que se "solidariza" com o cantor de 80 anos.

+ Ronaldo Fenômeno defende Gilberto Gil nas redes sociais e pede 'punição devida' a agressores

Agora, os advogados de Gilberto Gil vão tentar identificar os outros agressores para darem sequência ao processo.

Últimas