Advogado Sérgio Rodrigues entra no páreo para ser presidente do Cruzeiro

As eleições na Raposa terão duas chapas no pleito, que será disputado no dia 21 de maio

Lance

Lance

Lance

Após o conselho gestor do Cruzeiro indicar um dos seus membros, o empresário Emílio Brandi, para concorrer à presidência do clube, as movimentações internas mostraram que o pleito para escolher um novo presidente, que ocupará o cargo até o fim deste ano, estão intensas, contrariando a ideia de ter apenas uma chapa nas eleições, marcadas para maio.

Além de Brandi, está no páreo para assumir a Raposa o advogado Sérgio Santos Rodrigues. Os dois candidatos ao comando do clube azul fazem parte do grupo "Pró-Transparência", criado logo após as denúncias que minaram a administração Wagner Pires de Sá.

Sérgio Rodrigues sempre foi um dos mais ferrenhos opositores de Wagner Pires de Sá e ao confirmar sua candidatura, encerra a especulação de que poderia se unir a Emílio Brandi em uma chapa única.

O advogado terá um apoio de peso na sua composição eleitoral: o empresário Pedro Lourenço, ex-membro do conselho gestor e dono da empresa de supermercados que patrocina o Cruzeiro, já manifestou sua intenção de apoiar Sérgio Rodrigues.

Sérgio tentará pela segunda vez ser presidente do Cruzeiro. Em 2017, Sérgio Rodrigues, que foi superintendente de futebol na gestão de Gilvan de Pinho Tavares, concorreu contra Wagner Pires de Sá e perdeu o pleito de 2017, gerando muita polêmica na época. As eleições para o mandato “tampão” ocorrerão no dia 21 de maio. Em dezembro, outro pleito será disputado, para eleger quem irá comandar o clube pelos próximos três anos, incluindo o ano do centenário da Raposa, em 2021.